Os vencedores dos prêmios Smarter E, Intersolar e ees Awards, criados com o objetivo de destacar novas soluções, elevar o perfil das empresas e fornecer reconhecimento internacional, foram anunciados em uma cerimônia online. A premiação estava prevista para ser realizada na edição 2020 da Smarter E Europa, mas esta foi cancelada em função da expansão da pandemia da covid-19. Já a edição sul-americana do evento vai acontecer em São Paulo, SP, de 16 a 18 de novembro.

Os vencedores do Intersolar Award 2020, dentre um total de 10 finalistas, foram o Otimizador Genérico de Cadeia Solar, o inversor híbrido Symo GEN24 Plus e os módulos solares da série REC Alpha, fornecidos, respectivamente, por Ferroamp Elektronik, Fronius International e REC Solar EMEA. O Otimizador Genérico de Cadeia Solar é um inversor de cadeia FV para redes CC com a funcionalidade de um inversor CA, o que ajuda a conectar os painéis solares diretamente a sistemas de baterias off grid, à seção CC dos inversores de armazenamento e à conexão CC nas estações de carregamento de veículos elétricos. Um dos destaques do equipamento é favorecer a integração da energia FV aos sistemas existentes, permitindo reduzir o custo e a complexidade de adicionar energia solar. Outro vencedor foi o inversor trifásico híbrido Symo GEN24 Plus, da Fronius, que possibilita acoplar sistemas híbridos de CA e CC. Segundo a empresa, a tecnologia Multi Flow garante o fornecimento de energia enquanto a bateria se carrega durante quedas de energia, oferecendo uma fonte mais duradoura de alimentação extra, com potência de saída de 10 kW, e maior grau de auto-fornecimento. Já o REC Alpha é um módulo solar de 60 células que combina, por um lado, uma estrutura de meia-célula com heterojunção e, por outro, uma tecnologia de ponta para interconexão de células, resultando num produto que fornece até 380 Wp com densidade de potência de 217 W/m². A eficiência do módulo é 21,7%. As conexões são feitas com fios finos de seção circular diretamente à superfície das células, reduzindo em 95% o número de pontos de solda e em 81% o teor de chumbo, por módulo.

O EES AWARD 2020, que premia soluções pioneiras para o segmento de baterias e armazenamento de energia, elegeu como vencedores o sistema de armazenamento Fenecon Industrial, o sistema customizável CV para baterias padrão e a bateria recarregável de zinco-ar Zinium. O Fenecon Industrial é um contêiner de armazenamento plug-and-play cujo gerenciamento de energia é realizado por um software de código aberto que permite o uso de uma ampla variedade de aplicativos industriais e de gestão de rede, ao mesmo tempo em que mantém a independência de fabricantes. Já o sistema CV para baterias padrão, da Webasto, é uma solução plug-and-play de bateria tracionária para veículos comerciais. Idealizado para reduzir o custo total de propriedade (total cost of ownership), apresenta design flexível de duas camadas para facilitar a instalação, e tensão escalonável, o que permite seu uso desde em caminhões pequenos até ônibus ou caminhões de grande porte. Por sua vez, a bateria Zinium, da ZnR Batteries, possui células de zinco-ar feitas de componentes que são submersos num eletrólito aquoso chamado Zinolyte, o que torna a bateria recarregável. O funcionamento da Zinium utiliza o ar ambiente: a bateria absorve e libera oxigênio ao carregar-se e descarregar-se, e o controle de armazenamento é feito por um sistema exclusivo. Também inclui um ânodo poroso composto principalmente de zinco, e que incorpora elementos como manganês e cálcio, e não contém terras raras nem metais preciosos.

O The smarter E Award homenageia modelos de negócios inovadores e projetos pioneiros. A Phaesun, a Solar Chernobyl e a SunPower foram as vencedoras na categoria “Projetos Excepcionais”. A Phaesun desenvolveu um sistema de pequena escala de dessalinização por eletrodiálise movido a energia solar para purificação de água salobra. O sistema instalado na Somalilândia fornece até 2000 litros de água potável por dia para aldeões e nômades em localidades isoladas. A eletrodiálise usa uma técnica de membrana: uma corrente elétrica “puxa” íons de sal através de uma membrana de troca iônica, assim reduzindo significativamente o teor de sal da água. Já a Solar Chernobyl 1 MW fica numa área contaminada pela usina nuclear de Chernobyl, a apenas 100 metros do reator que explodiu em 1986, e destaca-se como único projeto de investimento privado na zona de Chernobyl desde o desastre. Para reduzir o vazamento de radiação do solo, o sistema foi projetado para precisar de pouca manutenção e fixado por meio de lastros na superfície. Já a Powerhouse Brattørkaia, da SunPower Corporation, é um edifício de energia limpa na Noruega, construído a apenas três graus ao sul do Círculo Polar Ártico, que utiliza a tecnologia solar Maxeon, a qual tem ótima resistência a cargas de vento e gera até 35% mais energia do que painéis convencionais num período de 25 anos, segundo a empresa. O edifício de nove andares produz energia para uso próprio e fornece o excedente à microrrede local.

Os prêmios da categoria “Energia Renovável Inteligente” do The smarter E Award foram para a Stadtwerke München (Alemanha), a Fronius International (Áustria) e a Next Kraftwerke (Alemanha). A Stadtwerke München venceu a premiação com o projeto fotovoltaico M-Solar Sonnenbausteine (blocos solares), um modelo de negócios para transição energética em áreas urbanas. Através de uma plataforma on-line de autoatendimento, esse projeto de financiamento coletivo dá retornos de energia e lucratividade aos participantes. A Fronius International foi premiada pelo Fronius Solhub, um posto de energia descentralizada que permite produzir, armazenar e utilizar hidrogênio verde, tanto para veículos quanto para armazenamento sazonal de energia. O público-alvo do Solhub são empresas de médio porte que desejam produzir seu próprio combustível através de recursos de energia renovável disponíveis localmente. Finalmente, a Next Kraftwerke desenvolveu o NEMOCS, uma solução de software-como-serviço para auxiliar terceiros a estabelecer suas próprias usinas virtuais. O sistema pode conectar milhares de unidades descentralizadas de modo a otimizar suas operações através do processamento de dados em tempo real e, assim, melhorar a previsão de geração. Ele possibilita monitorar, prever e acionar um conjunto de instalações a partir de um único centro de controle, aperfeiçoando o desempenho das instalações agregadas e do sistema como um todo.

Os prêmios The smarter E Award, Intersolar Award e ees Award são organizados pela Solar Promotion International GmbH, de Pforzheim, e pela Freiburg Management und Marketing International GmbH (FFMI).



Mais Notícias FOTOVOLT



Vêm aí os webinars da Série Fotovoltaica de FotoVolt e EM

A proteção contra descargas atmosféricas e o monitoramento e gerenciamento da energia em geradores e usinas solares serão abordados em três eventos on-line gratuitos.

24/09/2020


Nova associação quer apoiar crescimento da energia solar no Nordeste

Fundada há um mês, a Anesolar terá como primeira bandeira a extensão da isenção de ICMS para miniusinas até 5 MW

25/09/2020


Oi contrata geração solar e eficiência energética

O acordo envolve geração distribuída de 14,44 MWp, de quatro usinas, e projetos de eficiência energética em escritórios.

24/09/2020