Em ritmo de crescimento acelerado, a Solar Group atingiu a marca de 2 GW em fornecimentos de sistemas de fixação para módulos solares fotovoltaicos neste ano. Para suportar a alta demanda, em projetos de geração distribuída no Brasil e na América do Sul, a empresa programou investimentos de R$ 18,7 milhões em 2022.

Os aportes vão atender a ampliação das duas fábricas de suportes para módulos da empresa na região metropolitana de São Paulo, nos municípios de Santana do Parnaíba e em Itapevi. Há a previsão também de lançamento de novos produtos e tecnologias nos próximos meses.

Na avaliação da Solar Group, que tem meta de crescimento de 200% no seu faturamento, o desempenho positivo no último ano se deve às altas nas tarifas de energia, que culminaram com a atual bandeira de escassez hídrica. O cenário teria incentivado a adoção de sistemas de geração distribuída, em micro e miniusinas solares FV. Com 410 funcionários, a empresa atua em todo o território nacional e em alguns países da América do Sul.



Mais Notícias FOTOVOLT



Congresso aprova em dois dias o marco legal da geração distribuída

Nova lei, que pode ser sancionada pelo presidente da República antes do final do ano, deve impulsionar o crescimento do mercado de GD fotovoltaica no primeiro ano.

17/12/2021


Usina solar financiada com moeda digital começa as ser construída

Lançado em 15 de dezembro, projeto é o primeiro de uma série de usinas de 1 MW viabilizadas por meio de taxas de transação de moeda digital.

17/12/2021


AES lança robô pioneiro para acelerar construção de usinas solares

Empresa apresenta nos EUA o Atlas, que incorpora inteligência artificial e realiza instalação automática de módulos solares, agilizando programas de construção.

17/12/2021