O governo do Laos e a francesa EDF assinaram, dia 12 de julho, acordo de desenvolvimento de projeto de usina solar flutuante no reservatório da hidrelétrica Nam Theun 2, na província de Khammouane, no país asiático. Com capacidade instalada de 240 MWp, a UFV ocupará área de 3,2 km2, menos de 1% da área total do reservatório.

Quando em operação, junto com a hidrelétrica de 1,08 GW de potência instalada, o empreendimento será o maior projeto híbrido com solar flutuante do mundo, segundo avaliação da operadora da UHE, a NTPC – Nam Theun 2 Power Company.  A operação conjunta permitirá o funcionamento complementar das fontes: quando houver incidência solar, a geração hidrelétrica diminuirá, com menos consumo de água, que será reservado para o período seco. Em média, haverá um ganho de 6% na geração total da instalação.

A EDF será responsável por todo o desenvolvimento, que contará ainda com a cooperação da estatal Lao Holding State Enterprise e Companhia Pública Geradora de Eletricidade da Tailândia. Após um processo licitatório do EPC previsto para ocorrer no início de 2022, as obras têm conclusão prevista para 2024.



Mais Notícias FOTOVOLT



GD solar manteve crescimento e estabilidade de preços no 1º semestre

Mesmo com alta no custo dos equipamentos, geração distribuída continua a crescer em ritmo forte no País, aponta estudo da consultoria Greener.

23/09/2021


Shell Energy investirá R$ 3 bi no Brasil, principalmente em solar

Empresa também vai destinar parte do montante a energia eólica, gás natural e certificados I-REC, entre outros produtos.

23/09/2021


Fonte solar FV tem 32,25 GW cadastrados para o leilão A-5

Com 835 projetos cadastradas, fonte só perde em potência ofertada para as térmicas a gás natural.

23/09/2021