A Engie Brasil Energia vai realizar dois leilões eletrônicos para compra de energia de longo prazo, nos dias 13 e 15 de outubro. A energia deverá ser entregue no submercado Sudeste/Centro-Oeste, mas pode ser oriunda de qualquer região, e será destinada ao suprimento do Ambiente de Contratação Livre (ACL).

O primeiro leilão, no dia 13 de outubro, prevê a compra de energia elétrica incentivada com 50% de desconto na TUSD, como produto de 15 anos com fornecimento para o período de 2023 a 2037, de projetos de energia eólica e/ou solar. Esse certame é destinado a empreendedores com projetos de geração em desenvolvimento, implantação ou operação.

Já para o segundo leilão, em 15 de outubro, a compra também será de energia elétrica incentivada com o desconto de 50%, mas com contrato para cinco anos com fornecimento de 2022 a 2026. Para participar desse certame é preciso estar devidamente registrado na Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), nas modalidades de comercializador, gerador, produtor independente e autoprodutor de energia.

Para participar, o vendedor da energia precisa ter patrimônio líquido mínimo de 10% do valor do investimento para o projeto, referente ao desenvolvimento e à construção. Para empreendimentos de fonte eólica, o valor estimado será calculado com o parâmetro de R$ 4 mil por kW instalado. Para fonte solar, o valor será de R$ 3500/kW instalado.

Já o agente da CCEE, para o segundo leilão, da classe de geração ou produtor independente, deverá comprovar ter capacidade de geração instalada ativa, em operação comercial no Brasil, própria ou do grupo societário a que pertença, de no mínimo 500 MW ou comprovar capital social mínimo de R$ 500 milhões.



Mais Notícias EM



Siemens e Eletrobras se unem para difundir hidrogênio verde

Ideia é criar planta piloto e depois transformar o país em hub de exportação da América Latina, com plantas em escala comercial.

09/04/2021


BBCE bate recorde de transações em março

Balcão de comercialização negociou 25,7 TWh, 18% a mais do que no ano passado.

09/04/2021


Eólica mantém liderança em nova geração

Pelo terceiro mês seguido, fonte é a que mais tem parques entrando em operação.

09/04/2021