A carga de energia deve subir 3,5% em 2024, atingindo 78.447 MW médios, segundo projeções do Planejamento Anual da Operação Energética (PLAN) 2024-2028, elaboração conjunta entre CCEE, ONS e EPE. Para o período compreendido pelas previsões de carga, a expansão média será de 3,2% na demanda do Sistema Interligado Nacional (SIN).

Para 2023, os estudos consideram o fechamento da carga em 75.791 MW médios, de acordo com os dados verificados até novembro de 2023. No horizonte de 2028, a carga chegará a 89.023 MW médios, segundo a projeção. Os dados consideram também a micro e minigeração distribuída (MMGD) e a integração de Roraima ao SIN em outubro de 2025.

Segundo a análise do PLAN, a confirmação dos cenários de médio prazo, porém,  pressupõe cenário macroeconômico estável, investimentos em infraestrutura e a possibilidade de que a aprovação da reforma tributária promova impactos positivos na produtividade da economia.



Mais Notícias EM



Leilão de transmissão em março vai atrair R$ 18,2 bi

Certame vai leiloar 15 lotes em 14 estados e envolve 6,6 mil quilômetros de linhas

23/02/2024


Mais 10,1 GW previstos para a matriz elétrica nacional em 2024

Se previsão da Aneel se confirmar, será o segundo melhor resultado desde a criação da agência em 1997

23/02/2024


EDP vai investir R$ 180 milhões no Espírito Santo

Montante vai ser aplicado na infraestrutura de rede da distribuidora e na construção de usinas fotovoltaicas para geração distribuída

26/02/2024