A Mantest, de Sorocaba (SP), iniciou em julho uma série de mudanças estratégicas. A primeira delas visou ampliar seu portfólio de ofertas. Até então especializada em consultoria, projeto, manutenção, controle, comissionamento, gestão e instalação de ativos operados por energia elétrica, a empresa agora também é fornecedora dos equipamentos aplicados nesses processos.

Essa primeira e importante mudança justificou também a alteração da razão social da empresa, que agora é Mantest Soluções Integradas – ou Mantest SI – e não mais Mantest Engenharia Elétrica. 

Mas as novidades não pararam por aí. A Mantest SI passa a focar, na nova fase, o mercado de infraestrutura de datacenters, segmento em que antes dedicava pouca atenção. A ideia é aproveitar o crescimento acima da média que esse segmento tem registrado nos últimos anos.

Para reforçar a nova operação com foco em soluções integradas e datacenters, juntou-se ao time da Mantest o diretor de vendas Joelson Machado, responsável pela interface solução-produto-fabricante. O executivo traz para a empresa sua experiência de quase dez anos como gerente na área de soluções de datacenters da Schneider Electric Brasil e sua atuação anterior com soluções da GE Digital Energy. 

Segundo o diretor executivo-técnico da Mantest, Jorge Luiz Gennari, embora agora seja uma estratégia oficial, na verdade a empresa já atuava como fornecedora de equipamentos. "Em praticamente todos os projetos tínhamos de agregar equipamento e dispositivos”, diz. Isso para ele já ocorria por conta da demanda crescente dos clientes por ter apenas um fornecedor em seus contratos, o que facilita o gerenciamento. “O cliente hoje não quer mais se relacionar com fornecedores diferentes para os serviços e outros para os diversos equipamentos”, completa o executivo.

Como a empresa não era oficialmente fornecedora de equipamentos, havia a necessidade de comprar os produtos de terceiros e embutir o custo das aquisições no valor dos contratos. Segundo Gennari, essa situação não era muito vantajosa para a empresa, já que não permitia, por exemplo, o benefício do abatimento do ICMS.

Para suportar a nova estratégia, segundo explica o diretor de vendas Joelson Machado, a empresa firmou parcerias com fabricantes renomados. São empresas especializadas em equipamentos de infraestrutura de datacenters e instalações críticas, para fornecimento de produtos de média e baixa tensão, UPS, unidades de distribuição de energia (PDUs), painéis de distribuição remotos de energia (RPPs), chaves de transferência automáticas, entre outros. "Nossos parceiros são marcas conceituadas, que vêm se somar à confiabilidade do nome Mantest", afirma Machado.

O diretor Jorge Gennari lembra, no entanto, que as parcerias não significam exclusividade. "Continuamos com toda a liberdade para escolher o melhor fornecedor para cada projeto", diz. A ideia é atuar de duas formas: quando cliente já tem seu fornecedor de equipamentos, a Mantest integra as soluções e produtos desse fornecedor de acordo com as demandas específicas da aplicação. A segunda opção, quando o cliente não possui fornecedor, é estudar as demandas e definir as melhores soluções disponíveis no mercado em função delas, agregando a integração.

Com a ênfase no segmento de datacenters, a Mantest SI pretende dobrar seu faturamento já no próximo ano e, em cinco anos, quintuplicar o tamanho, segundo revelou Gennari. Para suportar essa meta, a empresa investe em capacitação laboratorial, equipamentos de campo, instalações físicas e duplicação do quadro de funcionários, hoje constituído de quinze pessoas, a maioria engenheiros e técnicos. "A tecnologia atual, como indústria 4.0 e aplicações de IoT, exige laboratórios e equipamentos sofisticados e profissionais altamente qualificados", diz Machado.



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021