A Hitachi Ltd. e a ABB Ltd. anunciaram a conclusão de todos os procedimentos necessários para formação da Hitachi ABB Power Grids Ltd. Segundo o contrato assinado pelas empresas, a Hitachi terá 80,1% e a ABB 19,9% de participação na nova joint venture, que possui receita anualizada de aproximadamente US$ 10 bilhões, cerca de 36 mil funcionários e negócios em mais de 90 países. Toshikazu Nishino, vice-presidente executivo da Hitachi, será o presidente da nova empresa e Claudio Facchin, o CEO. A sede permanecerá em Zurique, na Suíça, e a atual equipe de gerenciamento será mantida.

Segundo Nishino, as tecnologias digitais da Hitachi combinadas com as soluções de redes de energia da ABB desempenharão papel ativo na transformação global e na descarbonização dos sistemas de energia. “As soluções inteligentes para uma rede mais dinâmica também contribuirão para o Objetivo de Desenvolvimento Sustentável número 7 da ONU, de ‘energia a custo acessível, confiável e limpa’”, disse.

A transação entre ABB e Hitachi em dezembro de 2018 teve um valor de US$ 11 bilhões para 100% dos negócios de redes de energia da ABB. Os termos negociados incluíram a opção de saída pré-definida da multinacional suíça dos 19,9% do capital da joint-venture, mantidos para assegurar a transição, três anos após o fechamento do negócio. A ABB agora estará focada no segmento digital com a simplificação do seu modelo de negócios e estrutura. Em nota, a empresa afirma que o “desinvestimento” lhe permite concentrar-se em tendências como eletrificação de transporte e indústria, manufatura automatizada, soluções digitais e aumento da produtividade sustentável. “Acreditamos que a Hitachi é a melhor proprietária para a Power Grids e seu próximo estágio de desenvolvimento, alicerçado em uma base sólida, alcançada sob a propriedade anterior da ABB”, disse Peter Voser, Presidente do Conselho de Administração da ABB. Seguindo seu planejamento estratégico, a atuação da empresa está sendo “horizontalizada” em áreas de automação industrial, robótica e automação discreta e movimento.

A joint venture cria um novo líder global em sistemas de energia, disse a Hitachi em nota de imprensa. A empresa afirma que a aliança deve facilitar oportunidades e garantir poder financeiro para apoiar projetos ambiciosos e permitir acesso à economia do Japão, a terceira maior do mundo. “A combinação dos nossos respectivos pontos fortes em tecnologia nos trará novas oportunidades de mercado e nos permitirá entregar maior valor ao cliente", afirmou Claudio Facchin, CEO da Hitachi ABB Power Grids.



Mais Notícias EM



CPFL implanta eletropostos em meio à projeção ainda mais otimista para carros elétricos

Primeira de 50 estações de recarga de carros elétricos foi inaugurada em Viracopos e segue tendência global de crescimento de 29% ao ano nas vendas de veículos.

03/08/2020


Tradener exporta energia para a Argentina

Comercializadora foi autorizada pelo MME e iniciou a operação de venda da geração de quatro usinas térmicas

03/08/2020


Mercado livre puxa recuperação do consumo

Nos primeiros 15 dias de julho, CCEE registra primeira alta no consumo do mercado livre desde o começo da pandemia.

03/08/2020