As distribuidoras da Enel no Brasil lançaram uma campanha de negociação de dívidas com condições especiais para clientes de baixa renda cadastrados na tarifa social de energia elétrica. Durante todo o mês de outubro, os clientes poderão parcelar as contas em atraso em até 13 vezes e com isenção de encargos sobre o atraso (juros mora, multa e correção monetária). O refinanciamento envolve uma entrada mais doze parcelas, com somente 1% de juro.

Os clientes de baixa renda sãos cadastrados no Programa Tarifa Social de Energia Elétrica, do governo federal. Para isso é necessário ter inscrição no CadÚnico e contar com renda familiar mensal, por pessoa, menor ou igual a meio salário-mínimo. Também se enquadram famílias inscritas no CadÚnico com renda mensal de até três salários-mínimos e que tenham na residência portador de doença crônica, cujo tratamento necessite do uso contínuo de equipamentos vitais que dependam de energia elétrica. Além disso, são enquadrados os beneficiários do Benefício de Prestação Continuada – idosos ou pessoas com deficiência com renda familiar de até 1/4 do salário-mínimo por pessoa.

As negociações, válidas para São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará e Goiás, podem ser feitas pelos telefones de atendimento gratuito, presencialmente nas lojas das distribuidoras, ou pelos portais. Na Enel Distribuição São Paulo, o telefone é 0800 72 72 120, no Rio é 0800 28 00 120, em Goiás é 0800 062 0196 e no Ceará, 0800 28 50 196.



Mais Notícias EM



EDP Brasil arremata transmissora Celg-T

Com ágio de 80,1%, grupo vence leilão do governo goiano com lance de R$ 1,977 bilhão

15/10/2021


Ceará atrai mais quatro empresas para hub de hidrogênio verde

Com as novas assinaturas de protocolos, nove grupos já têm planos de produzir o combustível verde no Pecém

15/10/2021


Projetos de energia lideram em emissões de debêntures incentivadas

No acumulado do ano, houve 175 projetos aprovados. Até agosto o valor das emissões chegou a R$ 16,4 bilhões

15/10/2021