Equipamentos e ferramentas de testes elétricos são projetados para serem robustos, confiáveis ​​e fáceis de usar, mas também podem ser um meio de contágio de doenças. O vírus Sars-CoV-2 pode sobreviver durante dias em superfícies como plástico, metal ou borracha. Uma distribuidora de instrumentos de testes faz o alerta e recomenda alterações na rotina das empresas de engenharia.

Para ajudar a prevenir o contágio entre equipes de campo, a distribuidora britânica de instrumentos Instrotech publicou recentemente recomendações importantes sob o aspecto da sistematização dos procedimentos. Algumas são muito simples e outras demandam algum investimento, no entanto necessários para a segurança geral do pessoal

Lavar as mãos com frequência é pouco eficaz se pessoa estiver manuseando as mesmas ferramentas não higienizadas antes e depois de cada lavagem. É necessário um esforço para manter os instrumentos e as ferramentas extra-limpos e desinfetá-los com frequência, não importando se outra pessoa os esteja usando ou não. Como parte da rotina diária, o profissional deve atentar para os locais onde usa seu equipamento e como este pode ser exposto.

Para as empresa usuárias cujas equipes dividem equipamento, a companhia recomenda as seguintes medidas:

● Reorganizar a programação para minimizar o compartilhamento de ferramentas.

●Ter um profissional dedicada para um trabalho específico, como teste de isolamento ou realização de imagens térmicas, o que evita ficar passando o instrumento de teste de isolamento ou a câmera térmica de uma pessoa para outra. Isso pode ser um desafio no começo, mas mantém todos mais seguros.

● Se o trabalho precisar ser feito rapidamente, compre ou alugue instrumentos multifuncionais extras para que todos usem os seu próprio equipamento e realizem o trabalho com segurança.

● Todo trabalhador deve ter seu próprio kit pessoal. Infelizmente, atualmente, não se pode correr o risco de contaminação e compartilhar ferramentas traz um risco muito alto.



Mais Notícias EM



É hoje: webinar gratuito de EM – Os esquemas de aterramento elétrico

Evento aborda as aplicações da ABNT NBR 5410 no que se refere às características dos esquemas de aterramento na proteção contra choques elétricos e sobretensões.

17/06/2020


Prêmio Abracopel de Jornalismo homenageia José Rubens, diretor de EM falecido em 2016

Entidade rebatizou uma categoria da premiação com o nome de José Rubens Alves de Souza, que teve atuação destacada na normalização da área elétrica e foi um dos mais respeitados jornalistas técnicos do País.

17/06/2020


Roberto Castro estreia coluna sobre mercados de energia da revista EM

Conselheiro da CCEE até o ano passado, o especialista com 35 anos de experiência no setor elétrico passa a analisar periodicamente o mercado brasileiro de eletricidade e a própria evolução setorial nas páginas de Eletricidade Moderna.

17/06/2020