O consumo de energia no mercado livre aumentou 13,3% na primeira quinzena de julho, na comparação com o mesmo período de 2020. Foram consumidos 21.405 MW médios no Ambiente de Contratação Livre de Energia (ACL), o que representa 35,9% do total de eletricidade consumida pelo país nesse período. Os dados são preliminares e fazem parte do Boletim InfoMercado Quinzenal da CCEE.

Na análise da CCEE, o avanço demonstra a retomada gradual da economia e da própria expansão do ACL, que segue ritmo contínuo de adesões de novos consumidores. Mas a entidade ressalta, porém, que mesmo ao se desconsiderar a entrada de novas cargas no mercado livre nos últimos 12 meses o segmento teria crescido 8,4%.

Entre os setores monitorados pela câmara, o destaque fica com o de serviços, com crescimento de 35,8%, seguido por saneamento (31%), têxteis (26,3%), comércio (19,2%) e indústria de veículos (18%). A demanda foi maior entre os consumidores livres, aqueles com carga acima de 1,5 MW, que no período consumiram 15.357 MW médios. Já os consumidores especiais, com carga entre 500 kW e 1,5 MW, utilizaram 3643 MW médios.

Por outro lado, o mercado regulado registrou redução de 1,9% no consumo na quinzena, excluindo a migração de cargas para o ACL nos últimos 12 meses, e retração de 4,1, considerando as novas adesões. Nesse ambiente estão pequenas e médias empresas e os consumidores residenciais, que juntos demandaram a maior parte (38.302 MW médios) da energia consumida no País.



Mais Notícias EM



Movida amplia frota de carros elétricos para aluguel

Empresa adquiriu mais 150 veículos da Nissan, com quem também faz investimento em infraestrutura de recarga

22/10/2021


Fundo de 1,5 bi de euros vai financiar hidrogênio verde

Ideia do fundo, que conta com suporte de grandes indústrias, se dedicará a soluções de infraestrutura

22/10/2021


Novas práticas em projetos de infraestrutura e manutenção

Investir em novas práticas de infraestrutura e manutenção em projetos de energia significa apostar em técnicas inovadoras, ágeis e eficazes. Essa estratégia busca não só trazer mais economia financeira e redução de tempo mas também considera a sustentabilidade como parte fundamental das iniciativas.

22/10/2021