A Enel Distribuição São Paulo está investindo no uso de drone para inspecionar a sua rede de distribuição subterrânea. Em parceria com a empresa suíça Flyability, que adaptou o drone para voar em espaços confinados, o equipamento é protegido por uma estrutura esférica de proteção, evitando que choques contra as paredes e quedas danifiquem o drone e as suas câmeras.

Com 10,7 mil estruturas que dão acesso à rede subterrânea, conhecidas como caixas, eletricistas realizam regularmente nesses locais inspeções visuais e instrumentais, que incluem termografias e medições elétricas e de gases, para garantir a segurança e o pleno funcionamento das instalações. Esses espaços são confinados e repletos de transformadores e chaves, o que torna o trabalho complexo e exige treinamentos específicos e reciclagens anuais.

Enquanto a inspeção tradicional da rede subterrânea exige o envolvimento de três eletricistas, a operação e manuseio do drone requer o envolvimento de apenas dois profissionais. As condições identificadas dentro das caixas são registradas por uma câmera 4k para análise em campo e encaminhadas posteriormente para a área de análise da distribuidora, para eventuais ações de manutenção. O equipamento gera um vídeo de toda a inspeção, que pode ser consultado para uma análise adicional, sem que exista a necessidade de entrar novamente no espaço.

A cada três anos, a distribuidora precisa varrer 100% dos transformadores de sua rede subterrânea e periodicamente verificar também os demais ativos para realização da manutenção. Com o drone a expectativa é executar essa atividade em menos tempo que o habitual, de forma mais rápida, com a análise das imagens em tempo real. Os primeiros testes do novo drone foram realizados no bairro da Vila Olímpia, zona sul da capital, e faz parte do conjunto de ações do projeto Urban Futurability, que tem desenvolvido mais de 40 iniciativas para transformar a região em um bairro digital e sustentável.



Mais Notícias EM



Acciona compra projetos eólicos no Brasil

Grupo espanhol vai investir R$ 5 bilhões em dois parques na Bahia

03/12/2021


Aneel aprova regulamentação de usinas híbridas

Normativa vai permitir complementaridade das fontes com uso de mesmo contrato de uso do sistema de transmissão

03/12/2021


Carga de energia deve crescer 3,4% ao ano até 2026

Projeção conta com ambiente de estabilidade econômica depois de 2022

03/12/2021