A produtora de pás eólicas Aeris, com fábrica em Pecém, no Ceará, registrou lucro líquido 28% superior em 2020 em comparação com o ano anterior, atingindo R$ 113 milhões. Já a receita líquida mais que dobrou no último ano, encerrando 2020 em R$ 2,2 bilhões. O EBITDA (lucro antes de juros, impostos, amortização e amortização) aumentou em mais de 45% na comparação anual, atingindo R$ 243 milhões em 2020, com margem EBITDA de 11%.

Aproveitando o grande número de obras de novos parques eólicos no país, em projetos voltados para o mercado livre, os investimentos somaram cerca de R$ 300 milhões no ano passado. Este montante foi destinado à expansão da produção, incluindo a aquisição da Planta Pecém II, que já opera a plena capacidade, e para preparar a companhia, que abriu o capital no ano passado, para atender aos volumes de pedidos contratados para 2021 e 2022.

A Aeris produziu em 2020 pás suficientes para equipar aerogeradores que totalizam 3,5 GW de potência, dos quais 2 GW foram e ainda serão destinados a parques eólicos instalados no Brasil. No último ano, a exportação representou 35% da receita líquida, e houve a inclusão de novos mercados na América Latina e Austrália. A meta da empresa é elevar a participação do mercado externo para 50% nos próximos anos.



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021