A Nordex obteve o credenciamento do modelo de aerogerador N163/5.X junto ao BNDES - Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social, o que permite que os empreendedores eólicos adquiram os modelos das novas turbinas, que têm potências disponíveis de 5,5 MW, 5,6 MW e 5,7 MW, através da linha de crédito Finame-BNDES e outras similares que utilizam o sistema de credenciamento do banco como parâmetro para definição de conteúdo local.

Para obter o credenciamento do modelo N163/5.X, o grupo alemão Nordex desenvolveu, em parceria com os fornecedores locais, 23 componentes que serão fabricados com certos níveis de material nacional e mão de obra brasileira, os quais também já se encontram credenciados pelo BNDES.

Com os componentes locais credenciados, a empresa produzirá as naceles e hubs do aerogerador em sua fábrica em Simões Filho, na Bahia. As pás de 81,5 metros serão produzidas pela Aeris, com unidade fabril em Pecém, no Ceará. Já as torres de concreto serão fabricadas também pela Nordex em suas fábricas itinerantes, que ficam próximas aos polos eólicos. Há duas já em operação para pedidos dos modelos de aerogeradores antigos, em Lagoa do Barro, no Piauí, e em Areia Branca, no Rio Grande do Norte.

Uma terceira fábrica itinerante de torres de concreto será montada ainda no primeiro semestre, em Ubiaí, na Bahia, para atender ao primeiro pedido das novas turbinas. Trata-se de pedido para a Statkraft, para o projeto do parque Ventos de Santa Eugênia, de 519 MW, na Bahia. Serão 91 turbinas de 5,7 MW.

O novo modelo é o quarto aerogerador da Nordex a ser credenciado pelo BNDES para a linha de crédito Finame, já que os modelos AW116, AW125 e AW132, já comercializados pelo Grupo Nordex no Brasil, também contam com conteúdo local credenciado. No Brasil desde 2012, a empresa já instalou mais de 700 aerogeradores no País, com uma capacidade instalada de 2,2 GW, e mais 1,1 GW já contratados ou em produção e construção.



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021