A comercializadora Copel Mercado Livre assinou contrato para vender energia ao Porto de Paranaguá, no Paraná, pelos próximos cinco anos. O suprimento, que atenderá cinco unidades do porto, com promessa de se iniciar em maio, deve gerar economia de até R$ 13 milhões no período contratado, a depender da bandeira tarifária, segundo informou a Copel.

Na migração para o ACL, o Porto de Paranaguá escolheu a modalidade de comercializador varejista, pela qual a Copel se torna responsável pela intermediação e obrigações com a CCEE - Câmara de Comercialização de Energia Elétrica. Isso simplifica e reduz custos com a associação do porto à CCEE.

Maior porto graneleiro do País e o terceiro quando se inclui todos os tipos de cargas, o Porto de Paranaguá será mais uma estatal paranaense a migrar para o mercado livre. Em 2020, o Instituto de Tecnologia do Paraná, o Tecpar, também já havia assinado contrato com a Copel, assim como a Assembleia Legislativa do Estado.



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021