O Grupo Servtec Energia vai investir R$ 210 milhões na construção 22 usinas de geração solar em 10 estados brasileiros, somando 54 MWp.  A energia gerada deverá atender a contratos de longo prazo com empresas dos setores de telecomunicações, varejo, bebidas e postos de combustíveis. A previsão é de que todas as usinas estejam em operação até dezembro de 2020. "Nosso plano é continuar investindo em geração distribuída, por reconhecer o enorme benefício para o sistema elétrico e para a sociedade. Pretendemos chegar a 250 MWp até o final de 2021”, destaca Pedro Fiuza, CEO do Grupo Servtec Energia. “A geração descentralizada tem inúmeros benefícios, pois ao promover a geração próxima ao consumo alivia o sistema de transmissão de energia, além de ter sua origem numa fonte renovável e não poluente”, completa Fiuza.

Segundo a empresa, esse é o maior investimento já realizado pela companhia no setor e a transforma em uma das líderes no segmento de geração distribuída solar do País. O grupo entrou nessa área no segundo semestre de 2019, com a implantação de quatro plantas solares, localizadas em São Paulo e na Bahia, também com contratos de longo prazo, investimento de R$ 68 milhões e capacidade instalada de 15 MWp. Com as novas usinas, a companhia chegará a um total de 69 MWp instalados em energia solar. "Ao investir em projetos de geração renovável, contribuímos para a diversificação da matriz energética brasileira, em linha com os interesses crescentes da sociedade pela migração para uma economia de baixa emissão de carbono e preservação do meio ambiente", avalia o CEO. Ele diz ainda que a empresa tem um plano robusto de crescimento. “Mesmo em um cenário adverso, fruto do agravamento da pandemia de covid-19 no mundo, conseguimos construir com nossos parceiros soluções para mitigar os diversos riscos inerentes ao negócio”, destaca Fiuza.

Além de usinas solares, o Grupo Servtec detém participação numa usina térmica a gás no Amazonas (Gera Amazonas, 85MW), uma térmica a óleo combustível no Maranhão (Gera Maranhão, 330MW), sete usinas eólicas no Ceará que somam 151 MW e uma pequena central hidrelétrica no Mato Grosso, com 22 MW de potência.



Mais Notícias FOTOVOLT



MME lança guia para auxiliar projetos solares e de eficiência energética em prédios públicos

Fruto de parceria com o governo alemão, o documento ensina municípios a estruturar projetos aptos a captar recursos.

30/07/2020


Maior solar híbrida behind-the-meter do mundo será construída nos Estados Unidos

Usina em Nevada faz parte de projeto com outras instalações que visa atingir capacidade de 1 GW com solar e baterias.

30/07/2020


Magazine Luiza contrata geração solar da GreenYellow

Em contrato de aluguel, as três miniusinas, com potência total de 4861 kWp, vão tornar 214 lojas autossuficientes com energia renovável.

30/07/2020