A chinesa Huawei apresentou no dia 30 de novembro, em evento em São Paulo, sua nova subsidiária voltada para a digitalização do setor elétrico e com foco em energia renovável, principalmente solar. Trata-se da Huawei Digital Power, que segundo o grupo tem a meta de integrar tecnologias digitais e eletrônicas para gerar energia limpa para diversos setores da economia.

Como demonstração do foco em solar, onde o grupo tem vasto portfólio de soluções, durante o mesmo evento de apresentação foi assinado acordo com a Rio Alto Energias Renováveis para fornecimento de equipamentos para o Complexo Solar de Santa Luzia, de 1,4 GWp, nos municípios de Santa Luzia e São Mamede, na Paraíba. O complexo terá 28 usinas de 50 MWp e demandará aproximadamente 1,3 milhão de módulos solares fotovoltaicos, 10,8 mil trackers e 3,7 mil inversores tipo string.

A nova subsidiária da Huawei terá em seu portfólio soluções embarcadas em inteligência artificial para o setor de energia, além de soluções para data centers com pegada neutra de  carbono, tecnologias de smart grid, de armazenamento de energia e sistemas para infraestrutura 5G.

O diferencial da nova subsidiária, porém, é reunir as soluções digitais sob uma gestão única, visto que os negócios de digitalização para energia já começaram a ser ofertados no país em 2010, com a oferta de soluções para operadores, plantas fotovoltaicas e para data centers corporativos. Em 11 anos, as tecnologias digitais da Huawei para o setor elétrico, segundo comunicado da empresa, ajudaram a gerar 3,9 bilhões de kWh e reduziram em 1,8 milhão de toneladas as emissões de carbono.

O evento de lançamento contou com a presença de Lafayette de Andrada, deputado federal, André Pepitone, presidente da Aneel, e Carlos Baigorri, conselheiro da Anatel, além de Mason Qin, presidente da Huawei Digital Power Brasil, e Sun Baocheng, CEO da Huawei Brasil (vide foto).



Mais Notícias FOTOVOLT



Coppe inaugura ilha de policogeração com base na solar FV

Sistema no instituto de pesquisa da UFRJ vai estudar produção conjunta de energia solar fotovoltaica, água destilada, biocombustível, frio e calor.

27/05/2022


Webinar de FotoVolt-EM ensina a “curar” usinas fotovoltaicas

As patologias das instalações solares FV e como saná-las serão assunto de três especialistas na próxima quinta-feira.

27/05/2022


Programas ampliam uso de GD solar em bares e restaurantes

O aplicativo iFood e a cervejaria Ambev estimulam adesão de estabelecimentos à geração distribuída.

26/05/2022