O governo do Paraná publicou no dia 16 de julho um edital de chamada pública para cadastrar pessoas jurídicas e físicas e habilitá-las como responsáveis técnicos em projetos de energia solar fotovoltaica em ambientes rurais promovidos por política pública em implantação no estado.

A iniciativa faz parte do Renova-PR - Programa Paraná Energia Rural Renovável, instituído em dezembro de 2020 e que visa fomentar a geração de energia sustentável, não só a solar, mas também biogás e biometano. Além do cadastro público de empresas e profissionais habilitados para os projetos, o programa conta com linhas de financiamento e equalização de taxas de juros, incentivos tributários e de aproveitamento de créditos, e trabalhos de divulgação de conteúdos promocionais para estimular a adoção de fontes de energia renovável pelos produtores rurais.

Os habilitados no edital terão as atribuições de elaborar e executar projetos técnicos, prestar serviços de instalação e realização de assistência técnica em sistemas de geração de energia solar para produtores rurais, empresas rurais, cooperativas agropecuárias e outras organizações do campo no Paraná.

O cadastro pode ser feito de forma gratuita e exclusivamente em formato eletrônico a partir de 26 de julho. O interessado deve inserir os dados e documentos relacionados no edital e, depois, comunicar formalmente o instituto por meio do e-mail energias.renovaveis@idr.pr.gov.br. O link do edital é Chamada Pública Energia Solar | Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná (idrparana.pr.gov.br)



Mais Notícias FOTOVOLT



GD solar manteve crescimento e estabilidade de preços no 1º semestre

Mesmo com alta no custo dos equipamentos, geração distribuída continua a crescer em ritmo forte no País, aponta estudo da consultoria Greener.

23/09/2021


Shell Energy investirá R$ 3 bi no Brasil, principalmente em solar

Empresa também vai destinar parte do montante a energia eólica, gás natural e certificados I-REC, entre outros produtos.

23/09/2021


Fonte solar FV tem 32,25 GW cadastrados para o leilão A-5

Com 835 projetos cadastradas, fonte só perde em potência ofertada para as térmicas a gás natural.

23/09/2021