A norte-americana Nextracker foi selecionada pela construtora Andrade Gutierrez e pela geradora Elera Renováveis (ex-Brookfield Energia Renovável) para fornecer 830 MW de sua tecnologia de rastreamento solar NX Horizon. O sistema será empregado na fase I do complexo solar de Janaúba, localizado próximo à cidade de Janaúba, Minas Gerais. Quando concluído – a entrada em operação prevista é julho de 2022 – o complexo terá 1,2 GWp.

Com obras a serem iniciadas em breve, o complexo Janaúba terá 14 parques solares e 1,5 milhão de módulos fotovoltaicos, sendo que a energia gerada será totalmente contratada no mercado livre de energia. É considerado o maior projeto solar anunciado na América do Sul e faz parte de um plano de investimentos da Elera de R$ 4 bilhões até 2023, o que inclui mais duas usinas solares no Ceará: a Alex, no Vale do Jaguaribe, de 360 MW, que deve entrar em operação ainda no primeiro trimestre, e a Aratinga, de 180 MW, no município de mesmo nome e cujas obras serão iniciadas no segundo trimestre. Além disso, fazem parte dos aportes no Brasil projetos de PCHs e de geração a biomassa.

Segundo a Nextracker, o rastreador solar de eixo único NX Horizon que será fornecido para a Andrade Gutierrez implantar o projeto para a Elera já está instalado em mais de 45 GW de projetos em todo o mundo. Desde o início do ciclo do projeto ao momento em que estiver totalmente operacional, o escritório regional da empresa no Brasil apoiará o projeto com serviços de consultoria de engenharia para construção e comissionamento, gerenciamento de ativos e serviços de análise de dados para manutenção preventiva. No Brasil, a Nextracker tem portfólio de projetos implantados e em construção próximo dos 2 GW.

Além das estruturas para suporte dos painéis e demais componentes eletrônicos, os rastreadores contam com software dedicado e conexão de dados que automatizam o movimento dos painéis para acompanhar o sol durante o dia, o que proporciona de 20% a 30% de ganhos na geração, segundo a Nextracker.



Mais Notícias FOTOVOLT



Regulamentação da geração distribuída divide o setor elétrico

Prestes a ter marco legal votado no Congresso e revisão da resolução 482 definida, geração distribuída é tema de embates entre entidades.

15/04/2021


Solar FV vai ser energia principal para deter aquecimento global

Segundo estudo, fonte responderá por 76% da matriz elétrica em 2050 e, aliada a baterias e ao hidrogênio verde, ajudará a cumprir meta do Acordo de Paris.

15/04/2021


WDC Networks assina acordo para usar módulos Longi

Empresa monta sistemas solares FV para fechar contratos de prestação de serviços.

15/04/2021