A Atiaia Renováveis, que atua em geração e comercialização de energia, recebeu a certificação REC Brazil para sua Pequena Central Hidrelétrica (PCH) Paranatinga, localizada no Mato Grosso. Com isso, afirma a empresa, passa a ser a sua terceira PCH a atender aos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), com autorização para comercializar os certificados I-RECs.

A certificação da PCH foi realizada pelo Instituto Totum, que emite a certificação REC Brazil, uma iniciativa conjunta da Abeeólica - Associação Brasileira de Energia Eólica e da Abragel - Associação Brasileira de Energia Limpa e que conta com apoio da CCEE e de outras associações.

A PCH Paranatinga está localizada entre os municípios de Paranatinga e Campinápolis e tem 29 MW de potência instalada e geração anual de 130 mil MW. A primeira a atender aos 17 ODS da ONU foi a PCH Bandeirante, situada entre os municípios de Chapadão do Sul e Água Clara, no Mato Grosso do Sul, com 28 MW de potência instalada e geração anual de 161 mil MWh. A segunda foi a PCH Garganta da Jararaca, localizada entre os municípios de Campo Novo do Parecis e Nova Maringá, em Mato Grosso, e tem 29,3 MW de potência instalada e geração anual de 185 mil MW.

Com o reconhecimento pelo Instituto Totum, as PCHs da Atiaia podem vender seus certificados do I-REC combinados com o selo REC-Brazil, garantindo que a energia foi produzida por fontes renováveis e que os projetos têm compromisso com os critérios de sustentabilidade globais da ONU. Cada I-REC comprova que 1 MWh foi gerado por uma fonte renovável: eólica, solar ou hídrica. O selo REC Brazil atesta a sustentabilidade do projeto.



Mais Notícias EM



ISA Cteep reforça linhas de transmissão no interior paulista

São três linhas de 138 kV e que permitirão escoamento de energia renovável gerada na região de Dracena

14/06/2024


Trinity vai disputar leilões de transmissão

Ideia da empresa que atua em geração e comercialização é começar disputando lotes menores

14/06/2024


FRV assina pré-contrato para erguer unidade de H2V no Ceará

Empresa controlada por grupo saudita tem meta de produzir 1,6 milhão de t/ano de amônia verde para exportação

14/06/2024