A 2W Energia concluiu no começo de dezembro a captação de R$ 400 milhões em uma operação de emissão de debêntures distribuídas para clientes da plataforma de gestão de fortunas (Wealth Management), do banco Credit Suisse e de investidores institucionais. Os recursos serão utilizados para a construção do segundo parque eólico da companhia, o Kairós, no Ceará, de 261 MW de capacidade instalada, e com operação prevista para maio de 2023.

A empresa comunicou já ter encomendado os 58 aerogeradores V150 de 4,5 MW de potência nominal, da Vestas, que serão utilizados no Kairós. Pelo acordo de fornecimento, a empresa dinamarquesa ficará responsável também pela operação e manutenção por um prazo de 15 anos. As torres das turbinas eólicas poderão ter mais de 130 metros de altura.

O primeiro investimento em geração eólica da 2W é o parque Anemus, no Rio Grande do Norte, em obras, e que tem início de suas operações previsto para setembro de 2022. O parque de 138,6 MW de capacidade já está totalmente coberto pela emissão das debêntures de infraestrutura de R$ 475 milhões concluída em julho deste ano, lastreado nos contratos de venda de energia para pequenas e médias empresas.

A 2W tem planos também de fazer uma oferta inicial pública de ações (IPO), ao longo de 2022 ou 2023. Aliás, na última emissão de debêntures de R$ 400 milhões, com prazo de vencimento de quatro anos, 15% das ações da companhia serão convertidas no evento de liquidez, provavelmente o IPO. Com essa operação para financiar o segundo parque, a empresa foi avaliada em R$ 2,7 bilhões.



Mais Notícias EM



Leilão de transmissão em março vai atrair R$ 18,2 bi

Certame vai leiloar 15 lotes em 14 estados e envolve 6,6 mil quilômetros de linhas

23/02/2024


Mais 10,1 GW previstos para a matriz elétrica nacional em 2024

Se previsão da Aneel se confirmar, será o segundo melhor resultado desde a criação da agência em 1997

23/02/2024


EDP vai investir R$ 180 milhões no Espírito Santo

Montante vai ser aplicado na infraestrutura de rede da distribuidora e na construção de usinas fotovoltaicas para geração distribuída

26/02/2024