A Dow Química assinou um contrato de compra de energia (PPA, na sigla em inglês) com a geradora Casa dos Ventos para aquisição de parte da energia eólica que será gerada pela segunda fase do complexo Rio do Vento, no Rio Grande do Norte, prevista para entrar em operação em 2023. O complexo tem ao todo 1038 MW e a primeira fase, com 504 MW, deve iniciar a operação ainda este ano.

O PPA tem prazo de 15 anos e a energia atenderá parte da demanda da unidade da Dow localizada em Cabangu, no município de Santos Dumont (MG). O acordo prevê a possibilidade de a indústria química fazer um investimento financeiro no parque eólico, entrando como sócia-minoritária na figura de autoprodutora de energia, o que lhe garante isenção de encargos de consumidor. O suprimento de 60 MW médios previstos no contrato deverá ser iniciado em janeiro de 2024.

A iniciativa faz parte da meta da Dow de atingir a neutralidade de carbono até 2050. Atualmente, a companhia conta com 850 MW de capacidade de energia renovável contratada. Em outubro de 2019, a Dow já havia assinado um acordo com a Central Puerto para garantir o fornecimento de energia renovável para sua operação em Bahía Blanca, na Argentina. Em 2020, a companhia firmou PPA com a Atlas Renewable Energy para o fornecimento de energia solar para seu complexo fabril em Aratu, na Bahia.



Mais Notícias EM



Acciona compra projetos eólicos no Brasil

Grupo espanhol vai investir R$ 5 bilhões em dois parques na Bahia

03/12/2021


Aneel aprova regulamentação de usinas híbridas

Normativa vai permitir complementaridade das fontes com uso de mesmo contrato de uso do sistema de transmissão

03/12/2021


Carga de energia deve crescer 3,4% ao ano até 2026

Projeção conta com ambiente de estabilidade econômica depois de 2022

03/12/2021