Segundo dados da CCEE - Câmara de Comercialização de Energia Elétrica, os impactos sobre o consumo de energia por conta das últimas medidas de distanciamento social, provocadas pelo agravamento da pandemia neste ano, foram muito limitados. Em março, fase mais crítica em 2021, o volume consumido no Sistema Interligado Nacional (SIN) foi de 66.650 MWm, volume 5,5% maior do que o do mesmo período do ano passado. 

Na análise da CCEE, o incremento no consumo, tanto em março quanto na análise dos números referentes ao primeiro trimestre do ano, indica curva de aprendizagem em relação à pandemia e mostra que vários setores da economia conseguiram manter sua operação mesmo diante de regras mais rígidas do que as adotadas no ano passado. 

Em março, 19 estados e o Distrito Federal registraram alta. Rio de Janeiro (+14,1%), Santa Catarina (+10,5%), Pará (+9,0%), São Paulo (+7,9%) e Bahia (+7,3%) foram as cinco regiões com maiores índices. Entre os que registraram baixa no consumo estão Rio Grande do Sul (-10,9%), Amazonas (-9,5%), Rondônia (-8,0%), Acre (-5,9%) e Paraíba (-0,6%).



Mais Notícias EM



AES Brasil abre novo ciclo de aceleração de startups

Programa visa apoiar projetos que ajudem o grupo de energia a se preparar para crescimento.

30/04/2021


Aneel abre chamada pública para edital de leilão de transmissão

Documento em análise contempla licitação de quatro lotes de certame que ocorrerá em 17 de dezembro.

30/04/2021


Votorantim cria curso técnico de renováveis no sertão pernambucano

Ideia é formar mão de obra local para região com mais de 1800 empreendimentos em operação ou construção, entre usinas eólicas e solares, e fornecedores da cadeia.

30/04/2021