A operadora de telecom TIM se associou com a empresa M2M Telemetria para oferecer soluções de gestão remota de luminárias LED empregadas em iluminação pública. Segundo a empresa, a tecnologia agrega diversas funcionalidades, entre elas a leitura do real consumo de energia e a capacidade de dimerização.

A solução, que utiliza a tecnologia padrão NB-IoT para a transmissão de dados e através da rede 4G da operadora no Brasil permite o acompanhamento, em tempo real, do desempenho de toda uma rede implementada, a partir da transmissão e recebimento de dados enviados por um controlador independente instalado nas luminárias, composto por termômetro, sensor de luminosidade, microprocessador, memória e eSIM.

Além disso, com o sistema NOX Smart Lighting é possível transmitir e receber informações e comandos para acender ou apagar uma luminária ou um conjunto delas, fazer a dimerização, identificar comportamentos e prever defeitos. A solução permite ainda o processamento inteligente de dados com rotinas de avaliação de operação e controle do consumo de energia.

A TIM já oferece uma rede extensa de Internet das Coisas (IoT) no País por meio da tecnologia NB-IoT, chegando a 3460 cidades, nas quais é possível habilitar conectividade para clientes no agronegócio, no setor de segurança pública e para o mercado automotivo, ligando escritórios, fazendas e máquinas, em monitoramento de lavouras ou de transporte de mercadorias. As soluções IoT estão disponíveis no marketplace  da operadora dedicada a soluções corporativas no site https://marketplaceiot.tim.com.br/.
 



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021