O banco Bradesco adquiriu mais de 1,4 milhão de certificados de energia renovável, os chamados I-RECs, em um contrato com a AES Brasil, uma das mais principais geradoras de energia renovável do País. O investimento com a transação foi de R$ 1,7 milhão, com desembolsos anuais de acordo com a utilização, em um período de cinco anos.

O volume total adquirido dos I-RECs – cada um equivalente a 1 MWh – se equipara ao consumo de energia da cidade de Campinas durante cinco meses e a 10% do total de certificados de energia renovável gerados em todo território nacional no período de um ano. Com a aquisição, segundo informou em comunicado o banco, o Bradesco cumpre seu compromisso de, já em 2020, ter 100% de suas operações abastecidas com energia elétrica de fontes renováveis.

Além dos I-RECs, o Bradesco usa outros mecanismos de aquisição de energia limpa, como a compra no mercado livre e projetos de geração distribuída. O banco assumiu o compromisso de neutralizar 100% das emissões de carbono geradas por suas operações, incluindo sua estrutura logística terceirizada e o deslocamento de funcionários em todo o Brasil.

 A plataforma I-REC é um sistema global de rastreamento de atributos ambientais de energia pensado para facilitar a contabilidade de carbono. Os certificados de energia renovável são emitidos no Brasil pelo Instituto Totum. Para a geradora conseguir a emissão, precisa passar por auditoria documental para comprovar a fonte renovável de sua geração. A partir daí ela é autorizada a pagar taxas do programa para ser registrada na Plataforma I-REC e, com isso, pode negociar a emissão e transferência dos certificados, sendo que cada I-REC equivale a 1 MWh de energia.




Mais Notícias EM



BNDES aprova financiamento para térmica no Porto do Açu

A UTE GNA II receberá aporte de R$ 3,93 bilhões e terá capacidade de 1673 MW

15/01/2021


TIM oferece solução de IoT para gestão de iluminação pública LED

Solução da empresa parceira M2M Telemetria inclui várias funcionalidades a partir de sensores instalados nas luminárias

15/01/2021


CTG pesquisa sistema para sinalizar riscos da comercialização de energia

Projeto envolve empresas especializadas e investimento de R$ 4 milhões

15/01/2021