A Energisa Tocantins Transmissora de Energia conseguiu dia 19 de outubro licenças de instalação para duas linhas de transmissão, emitidas pelo Instituto Natureza dos Tocantins, o Naturantins, órgão ambiental do estado.

A primeira licença é para implementação da linha de 230 kV entre os municípios de Dianópolis e Gurupi, com extensão de 256 quilômetros. A segunda é a linha também de 230 kV de 245 quilômetros de extensão entre Dianópolis e a capital Palmas. No mesmo projeto de construção, há uma terceira linha de 230 kV, entre Dianópolis e Barreiras II, em processo de licenciamento federal pelo Ibama.

Essas três linhas fazem parte do empreendimento do lote 4 do Leilão de Transmissão realizado em junho de 2018. As duas licenças de instalação foram obtidas em 20 meses, após a assinatura do contrato de concessão em março de 2019. Suas respectivas receitas correspondem a 74% da Receita Anual Permitida (RAP) total do projeto.

O empreendimento, que compreende as três linhas e também subestações, em Tocantins e também na Bahia, representará uma RAP da ordem de R$ 66 milhões, para o ciclo 2020-2021, conforme resultado do leilão e ajuste pelo IPCA. O prazo limite estipulado pela Aneel para energização das linhas é março de 2024. Com o licenciamento, informa a Energisa, será dado de imediato a ordem de mobilização para início de construção das duas linhas junto à empreiteira contratada.



Mais Notícias EM



Consumo de energia aumentou em março

Mesmo com agravamento da pandemia e maior distanciamento social, consumo foi 5,5% maior do que março do ano passado.

16/04/2021


Enel adota aplicativo para pagamento de conta de luz em SP

Distribuidora fechou parceria com a PicPay e concede créditos para primeiros consumidores que adotarem o pagamento digital.

16/04/2021


2W Energia capta recursos para erguer eólica

Financiamento da gestora Darby será para o complexo Anemus, no Rio Grande do Norte.

16/04/2021