A SATtv, operadora de serviços de TV por assinatura e Internet com operação em Caxias do Sul, RS, e Peruíbe, SP, está lançando uma plataforma de IPTV, OTT e VOD – vídeo sob demanda voltada para provedores regionais, que poderão oferecer conteúdo de TV linear e de streaming a seus assinantes de Internet em qualquer local do país sem custo de implantação, com suporte técnico e comercial de uma empresa com mais de 20 anos de experiência no segmento de TV a cabo.

“Investimos em uma central de recepção e transmissão e temos uma equipe de profissionais especializados que ajudarão o provedor a entrar e se fortalecer no mercado de TV por assinatura”, diz Alberto Knob, diretor de mercado da SATtv. O headend da operadora fica na sede em Caxias do Sul, com replicação na nuvem da AWS – Amazon Web Services e CDN global em 11 POPs da Century Link. Segundo ele, os equipamentos são de última geração, de marcas como Cisco, Motorola e Arris, virtualização da Microsoft, hardware para encoders da Supermicro e Lenovo, além de roteadores de borda Huawei/Juniper com dupla abordagem em fibra de duas operadoras para minimizar eventualidade de falha. A plataforma de IPTV e OTT foi totalmente desenvolvida em parceria com a Infomir, empresa mundial com presença em dezenas de países. O projeto ficou pronto em março deste ano. “A infraestrutura de rede foi desenhada para garantir alta disponibilidade, baixa latência e qualidade na entrega dos canais HD e full HD”, afirma o diretor.

A SATtv oferece dois modelos de negócios. No SAT TVplay, o provedor deve ter licença SeAC e a SATtv fornece o conteúdo: 36 canais abertos, públicos e obrigatórios sem custo e duas possibilidades de pacotes pagos (Life, com 22 canais a R$ 9,80; e Life Premium, com 33 canais a R$ 18,80), além de conteúdos de streamings de programadoras independentes. “Neste modelo o provedor cria sua própria estratégia de vendas e fidelização do assinante”, afirma.

O outro modelo é o SATtvpartner: neste caso, o provedor usa a licença SeAC da SATtv e passa a ser seu parceiro (representante). Recebe uma comissão de até 30% sobre o valor bruto dos pacotes de canais lineares, conforme o número de assinantes atingidos. Com marca compartilhada, o provedor pode oferecer três grades, entre 61 a 120 canais, além de opções à la carte independentes. “Temos acordos com as principais programadoras de TV do mundo, como HBO, FOX, ESPN, Turner, Disney e Globosat”, diz Knob. Os canais são multitelas e podem ser acessados na TV via set top boxe Android.

Segundo ele, os dois modelos são completos e atrativos. O provedor pode reduzir etapas na implantação de serviços de televisão, sem necessidade de negociar com programadoras ou investir em headend. “Basta ter um servidor para recepcionar o conteúdo”, afirma. Uma outra vantagem é o suporte técnico oferecido pela SATtv. “Nosso DNA é a TV a cabo”, diz Knob. A operadora nasceu na década de 1990 para atuar com TV por assinatura e ao longo do tempo passou a oferecer banda larga. Hoje, inclusive, está migrando toda a rede coaxial para fibra óptica em suas duas bases próprias, Caxias do Sul e Peruíbe.

Apesar de ser um negócio novo dentro do grupo, a SATtv já tem hoje contratos assinados com 23 provedores espalhados no Brasil. A meta é atingir 150 provedores parceiros até o final de 2021. “Isso mostra que há uma grande demanda por serviços de TV junto às empresas de Internet”, diz. Interessados em parcerias devem entrar em contato pelo e-mail: comercial02.isp@sattvacabo.com.br.








Mais Notícias RTI



Escolas estaduais na Bahia têm autonomia para contratação de provedores de Internet

Objetivo é reduzir custos e melhorar qualidade de acesso.

20/10/2020


NIC.br abre inscrições para nova turma de curso sobre sistemas autônomos

Aulas online serão realizadas de 9 a 13 de novembro.

19/10/2020


American Tower do Brasil ativa sua primeira planta solar

Iniciativa atenderá 100% do consumo de rede neutra de fibra óptica.

19/10/2020