O Ministério das Comunicações iniciou os testes para ativação da Infovia 03, que conecta Belém, PA, a Macapá, AP, com fibra óptica. Nesta etapa, o trabalho consiste em preparar toda a infraestrutura para a ativação do sistema de transmissão, permitindo o tráfego de dados. Além disso, estão sendo viabilizadas as redes metropolitanas, que levam os cabos até prédios públicos como hospitais e escolas, por exemplo. A previsão é que essa etapa seja concluída até o final do mês.

Após 19 dias, terminaram no dia 30 de março os trabalhos de instalação dos mais de 600 km de fios no leito de rios amazônicos, interligando as duas capitais e passando por duas cidades da Ilha do Marajó. A previsão inicial era de que a instalação durasse 26 dias, mas foi antecipada por causa boas condições de navegação.

A plataforma, com 70 profissionais embarcados, saiu de Belém no dia 12 de março e chegou na capital amapaense no sábado. 

O investimento é de R$ 98 milhões. Os cabos de fibra ótica vão beneficiar mais de 2,5 milhões de habitantes. A previsão inicial é levar Internet a 38 escolas, cinco unidades de saúde, três fóruns de Justiça, três pontos de defesa e dois centros de pesquisa.

Durante os 19 dias, os cabos foram lançados quase que de forma ininterrupta, com paradas previstas apenas nas cidades onde os fios vão chegar. Os trabalhos ocorreram, inclusive, durante as noites e as madrugadas.

Um grande aparato garantiu o sucesso da operação. A plataforma contou com cozinha, refeitório, academia, ambulatório, alojamento, lavanderia, barcos de apoio e segurança feita pelo Exército, além dos profissionais empenhados diretamente no lançamento dos cabos, como comandantes da embarcação, operadores, engenheiros, geólogos, geofísicos, técnicos ambientais e arqueólogos.

A iniciativa também tem um caráter de sustentabilidade, pois a instalação da rede de Internet submersa nos rios evita que árvores sejam cortadas pelos métodos mais comuns de cabeamento, seja por via área em postes ou subterrânea por enterramento.

A Infovia 03 é a segunda do tipo no estado do Pará. Em agosto do ano passado, foi inaugurada em Santarém, PA, a Infovia 01, que liga à cidade a Manaus, AM, além de nove municípios.

No total, serão viabilizadas 28 infovias no país. O objetivo da iniciativa é ampliar a capacidade de tráfego de dados e a disponibilidade de banda larga em municípios de difícil acesso.

Conhecidas também como “estradas digitais”, as infovias contam com um investimento total de R$ 1,9 bilhão pelo Novo PAC - Programa de Aceleração do Crescimento. Os recursos são do Orçamento Geral da União, dos ministérios das Comunicações e da Ciência, Tecnologia e Inovações, do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT) e do Leilão do 5G.

A Infovia 03 também integra o programa Norte Conectado, que tem como finalidade expandir a infraestrutura de comunicações na Região Amazônica, por meio da implantação de 12 mil km de cabos de fibra óptica submersos em rios, melhorando a conectividade nas áreas da educação, saúde, pesquisa, defesa e Judiciário.

O investimento no Norte Conectado é de R$ 1,3 bilhão, com 10 milhões de pessoas beneficiadas e 59 municípios atendidos no Acre, Amapá, Amazonas, Pará, Rondônia e Roraima. No total, a implantação da rede pelos rios do programa vai preservar 68 milhões de árvores.

Cada infovia é feita de cabos compostos por 24 pares de fibra óptica. Cada par possui capacidade de até 20 Tbit/s, ou seja, pode transmitir simultaneamente o equivalente a 200 mil vídeos de streaming em HD com altíssima qualidade. Os cabos foram feitos para durarem pelos menos 25 anos submersos nos rios.



Mais Notícias RTI



Encontro Nacional Abrint chega à 15ª edição

Evento acontece entre os dias 12 e 14 de junho em São Paulo.

27/05/2024


Reivindicações das associações de provedores na audiência com o Ministro Juscelino Filho

Entidades reinvidicam apoio à reconstrução das redes afetadas pelas cheias.

27/05/2024


Reconstrução de redes de fibra óptica no RS pode levar de seis meses a um ano, preveem especialistas

Em muitos casos, pode ser necessária a reestruturação da infraestrutura de rede desde o início.

27/05/2024