A BYNE, empresa nacional que desenvolve soluções de comunicação para ambientes críticos, fechou um acordo com a multinacional norte-americana Globalsat, provedora de serviço móvel por satélite. Com a parceria, a opção de telecomunicação via satélite passará a ser oferecida no ControlONE, plataforma que une telefonia, rádio, vídeo e mensagens, utilizado por centros de controle operacional para manter contato com equipes de campo. O foco da nova tecnologia são os segmentos que operam em regiões remotas, como transporte, óleo e gás e energia.

“Em regiões distantes, que normalmente possuem pouca cobertura de celular e rádio, as equipes de campo podem encontrar dificuldades para obter uma comunicação limpa, sem interrupções”, diz André Nazário, responsável pela área de produtos da BYNE.

As empresas do setor elétrico, casos de geradoras, transmissoras e distribuidoras, são os principais alvos do novo serviço. Elas já são alguns dos maiores clientes do ControlONE da BYNE, antes mesmo do lançamento da comunicação via satélite. Itaipu, Eletrosul, Taesa, StateGrid, Neoenergia, Eletrosul, Copel e outras companhias do setor respondem por dois terços dos consoles já instalados pela BYNE. Juntas, elas geram cerca de 10% da energia elétrica do país, possuem mais de 40 mil km de linhas de transmissão e 500 subestações. “Só as distribuidoras que atendemos levam energia para mais de 24 milhões de pessoas. Elas precisam garantir a prestação do serviço, e isso exige contato ininterrupto entre as equipes, onde quer que estejam”, diz Nazário.

Para acessar o ControlONE via satélite, as equipes em campo utilizam rádios baseados na tecnologia Push-To-Talk. Também conhecida como PTT, ela funciona como um sistema de radiocomunicação tradicional, permitindo a comunicação entre dois ou mais usuários, em um mesmo grupo, com um clique de botão. A experiência se assemelha à de um rádio tradicional, podendo ser acionado no ControlONE pelo operador no centro de controle ou por quem está em campo em um terminal móvel. Os fornecedores dos rádios são a Cobham e a Iridium.

“Até hoje, as soluções de comunicação via satélite eram difíceis de usar, e não estavam integradas no centro de operação. Com esta nova parceria, a BYNE agora permite a comunicação rápida e direta entre equipes de campo e centro de operação, de qualquer lugar, sem necessidade de uma infraestrutura, como ocorre com sistemas tradicionais de radiocomunicação”, afirma Nazário.

Segundo Victor Zanin, representante comercial da Globalsat, a telecomunicação via satélite proporciona uma rápida implementação e custos operacionais reduzidos por não demandar manutenção de torres e redes de fibra.

“Com o ControlONE integrado às soluções da Globalsat, os usuários poderão desfrutar do melhor de dois mundos, otimizando suas operações para focar no que realmente importa”, salienta.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021