Tão logo os primeiros casos de Covid-19 no Brasil foram confirmados, a Um Telecom, operadora com sede em Recife, PE, deu início à implementação de uma série de medidas para garantir a segurança de colaboradores, a qualidade na entrega a clientes e a ajuda para populações em situação de vulnerabilidade social. Sem redução no quadro, na carga horária, nos salários ou suspensão de contrato de trabalho, a empresa garantiu estabilidade para que os colaboradores pudessem cuidar de si e de suas famílias. Além disso, distribuiu álcool em gel, máscaras descartáveis e de tecido, dentre outros equipamentos de proteção individual para atividades específicas; reforçou a limpeza dos ambientes de maior circulação; adquiriu um gerador de ozônio e termômetros pra aferir temperatura de quem chega à empresa; custeou a vacinação contra H1N1 de todos os colaboradores e testes para detectar quem já foi infectado pelo coronavírus.

Os clientes foram atendidos considerando suas necessidades e desafios deste momento. Os que fazem parte de segmentos notadamente mais afetados, como os do setor hoteleiro, por exemplo, negociaram condições financeiras, visando apoiar o seu fluxo de caixa sem interrupção dos serviços.

Os provedores de Internet tiveram a opção de upgrade de 100% pagando 50% do valor para suportar o aumento de demanda. Todos os clientes corporativos puderam usufruir de upgrade gratuito de 100% da sua banda entre os meses de março e maio, aportando ações de home office. Já os do segmento de educação, que contrataram link com a Um, tiveram o tempo de instalação reduzido para menos de uma semana, melhorando a qualidade nas iniciativas de ensino a distância.

A empresa também atuou na linha de frente de combate ao vírus. Em tempo recorde, colocou Internet em sete hospitais de campanha, onde a comunicação é essencial para o funcionamento, bem como em mais de 30 Unidades de Saúde da Família (USF), localizadas na região metropolitana de Recife, que foram interligadas em cerca de 30 dias.

Ainda em Pernambuco, cerca de 900 pessoas, em situação de vulnerabilidade social, estão recebendo Internet gratuita. Idealizado em conjunto com o Porto Digital, o Vagalume Roteador e o Grupo Avantia, o projeto consiste em fornecer WiFi para ações de educação, comunicação, produção de conteúdo, empreendedorismo e vendas. Além da conexão, a comunidade também recebeu a doação de 100 cestas básicas, uma ação conjunta com o Porto Digital e o Downtown Pub.

A população de Alagoas também foi beneficiada: a Um Telecom subsidiou em 100% um link de 4 Gbit/s para a administração pública estadual, mantendo os órgãos da gestão com comunicação rápida e estável.

A operadora apoiou ainda a realização de apresentações musicais transmitidas via Internet com o objetivo de arrecadar doações para músicos que estão impossibilitados de trabalhar ou famílias em situação de vulnerabilidade.
 



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021