Onze grupos de pesquisa, estabelecidos dentro de universidades federais e vinculadas ao MEC – Ministério da Educação, serão credenciados com novas unidades da Embrapii – Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial.

Os novos centros foram selecionados dentre 37 propostas feitas por grupos de pesquisas das universidades. Além de estimular a interação entre o setor produtivo e os centros acadêmicos, o credenciamento de unidades em universidades federais visa capacitar profissionais para atuarem em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação na indústria.

Os pesquisadores das instituições terão disponíveis cerca de R$ 30 milhões para investir em projetos de pesquisa, desenvolvimento e inovação para atender demandas do setor industrial. Com o credenciamento, a rede Embrapii passa a contar com 55 unidades.

Os projetos serão desenvolvidos nas áreas de Energias Renováveis, Fibras Florestais, Sistemas Embarcados, Geotecnologia e Agronegócio, Inteligência Artificial, Computação Industrial, Materiais Avançados/Nanomateriais, Computação Industrial, Robótica Inteligente, Sistemas Veiculares e TIC – Tecnologia da Informação. A Embrapii vai financiar um terço do valor dos projetos, com recursos não reembolsáveis.

A meta é gerar 175 projetos e R$ 100 milhões em investimentos de inovação, à medida que se soma ao valor aportado pela Embrapii, a contrapartida financeira de empresas e os recursos não financeiros da unidade (mão de obra, equipamentos de ponta, etc.). Espera-se que o aporte das empresas nos projetos seja em torno de R$ 50 milhões.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021