Três laboratórios nacionais e 17 OCDs - Organismos de Certificação Designados com escopo em tecnologia 4G seguem acreditados para ensaios e designados para realizar a certificação do 5G no Brasil a partir de 29 de setembro, novo prazo para o início da implantação da tecnologia no país.

O adiamento, que passou de 31 de julho para 29 de setembro, obedece a uma decisão do Gaispi - Grupo de Acompanhamento da Implantação das Soluções para os Problemas de Interferência na faixa de 3625 a 3700 MHz da Anatel e se dá em razão da falta de equipamentos para fazer a limpeza da faixa de 3,5 GHz, que será utilizada pela tecnologia 5G.

“Esse adiamento não tem nenhuma ligação com os laboratórios ou certificadoras, pois estamos aptos para realizar os ensaios e consequentemente as certificações. É importante termos no país laboratórios capacitados para testar novas tecnologias conforme a realidade brasileira”, diz Leonardo Tozzi Pinheiro, vice-presidente de Telecomunicações da Abrac – Associação Brasileira de Avaliação de Conformidade.

Em junho de 2021, a Anatel publicou os requisitos técnicos de avaliação da conformidade para o 5G. A partir desse momento, todas as certificadoras com escopo do 4G foram designadas para atuar com a nova tecnologia, podendo emitir certificados de telefones, estações terminais de acesso, transceptores para estações radiobase, entre outros.

Para o processo de certificação, o fabricante local seleciona um OCD - Organismo de Certificação Designado e fornece as informações técnicas sobre o produto analisado para serem determinados os padrões e ensaios aplicáveis. Na sequência, escolhe-se o laboratório que fará os testes, que executa os ensaios e emite seu relatório. Este é analisado pela certificadora que, em caso de resultado positivo, cadastra o produto na Anatel, que analisa a documentação e emite o certificado de homologação para que o produto ou serviço seja comercializado.



Mais Notícias RTI



Brasil TecPar capta R$ 200 milhões com objetivo de novas aquisições

Operadora gaúcha tem projeto de atuação nacional.

27/06/2022


OIW Telecom cria unidade de negócios em energia solar

Empresa gaúcha decidiu apostar no mercado fotovoltaico.

27/06/2022


MK Solutions anuncia investimentos de R$ 30 milhões

Planos incluem abertura de unidade em São Paulo e internacionalização.

27/06/2022