A Gigaclima, fabricante de condicionadores de ar de precisão para painel elétrico, rack e gabinete, trocadores de calor, sistemas de ventilação e resfriadores de líquido, sediada em Americana, interior de São Paulo, quer aumentar sua participação no mercado de data centers, telecomunicações e indústrias com a oferta de uma linha completa de produtos indoor e outdoor. A empresa foi fundada em 2011 com objetivo de atender exclusivamente os fabricantes de racks, gabinetes, contêineres e montadores de painéis elétricos em O&M. “Mas em 2016 tomamos a decisão de ampliar o foco e aumentar o leque de clientes com o fortalecimento de nossa marca própria”, diz o engenheiro Márcio Carvalho, que atua no mercado há mais de 23 anos, com passagem por importantes fabricantes de racks, para quem trabalhava na manutenção e depois desenvolvendo projetos de refrigeração antes da Gigaclima.

A aposta foi acertada. Em 2020, em pleno ano de pandemia, a empresa teve um aumento de 32% na carteira de pedidos. Para 2021 a previsão é de crescer mais 49%. A área fabril, hoje de 1000 m2, já foi verticalizada, mas está ficando pequena para dar conta das encomendas. “Estamos planejando a mudança para um galpão maior no próximo ano”, afirma.

Com as novas estratégias comerciais e o mercado aquecido, a Gigaclima tem realizado fornecimentos para data centers, eletrocentros, fabricantes de máquinas, indústrias, empresas de energia e telecomunicações, com destaque para os provedores de Internet. “Temos atendido provedores de todo o país com modelos capazes de trabalhar em locais remotos sem necessidade de intervenções manuais. Os condicionadores são equipados com dispositivos de segurança, alarmes, sensores, atuadores e comunicação TCP/IP”, diz. A empresa também desenvolveu modelos para a indústria 4.0 com possibilidade de comunicação de rede, com protocolo aberto, que permite o monitoramento contínuo das máquinas e programação de manutenção preditiva. Dessa forma, ajuda o cliente a monitorar a abertura das portas do gabinete, horas de funcionamento do condicionador de ar e do compressor, verificar a eficiência do trocador externo e determinar a real necessidade de manutenção ou planejar o momento certo para a tarefa.

Segundo o executivo, componentes como controladores digitais, entradas para porta aberta e/ou parada de emergência, filtros de ar, defletor na saída e alarmes (temperatura, pressão e obstrução do ar) são fornecidos como padrão e não como acessórios. “É um valor agregado muito maior, com melhor custo/benefício para o cliente”, diz. Os equipamentos têm fácil acesso aos componentes internos e pintura RAL 7035 (com a possibilidade de outras pinturas ou chaparia em aço inox). “Usamos peças e componentes de primeira linha, como Danfoss, ebm papst, Wago e Coel”, diz.

O portfólio da Gigaclima compreende modelos com capacidades de 0,2 a 26 TR, com expansão direta ou refrigerados a água gelada, wall mounted ou split. “Por sermos fabricantes, temos estamparia própria e podemos desenvolver qualquer tipo de projeto de refrigeração”, diz o engenheiro. Para uma mineradora de cobre na Mongólia, por exemplo, a empresa produziu dois condicionadores de 5 TR cada, totalmente em aço inox 316 à prova de corrosão para instalação em uma mina a 1200 m de profundidade.

Uma outra vantagem da produção nacional é a linha de crédito do BNDES e o rápido atendimento ao mercado, sem dificuldades logísticas de transporte e oscilações do dólar. Por conta da pandemia, muitos produtos que dependem de importações têm sofrido com o desabastecimento de insumos.

A empresa está desenvolvendo modelos para edge computing, ou seja, gabinetes já refrigerados e prontos para instalação, que deverão ser lançados em março de 2022, de olho no 5G, que demandará infraestrutura com grande capilaridade para atender as novas aplicações de alta velocidade.

Ainda dentro da estratégia de crescimento, a Gigaclima está montando um caminhão showroom com suas principais linhas de produtos que levará até os clientes em qualquer lugar do país. “Assim as empresas poderão conhecer melhor o acabamento do produto, a marca e as soluções em operação”, finaliza o engenheiro.





Mais Notícias RTI



ALLREDE incorpora mais cinco provedores no Centro-Oeste

Empresa alcança 152 mil clientes.

07/12/2021


OneX Data Centers do Brasil inaugura data center no Vale do Aço mineiro

Objetivo é prover serviços de nuvem.

07/12/2021


IProject apresenta dois novos produtos na ABRINT 2021

Com soluções inovadoras, a iProject TI chega à ABRINT com grandes novidades.

07/12/2021