A ACSoftware anunciou um programa de migração da gestão de TI para computação em nuvem, com a finalidade de ajudar na modernização e administração dos recursos tecnológicos. O projeto é baseado nas ferramentas de ITSM - Information Technology Service Management da ManageEngine e envolve o diagnóstico da infraestrutura de máquinas e aplicações, análise de necessidades, assessment de pessoal e elaboração de um plano de migração baseado nas necessidades e adequação de cada empresa, independente do porte e do seu mercado de atuação.

A iniciativa acompanha a movimentação das empresas para a computação em nuvem, que se acentuou nos últimos meses devido ao trabalho remoto e de home office. Muitas empresas estão deixando de usar aplicações instaladas na sua rede - on premises - para melhorar o desempenho da operação de TI. “A oferta de cloud, que já havia se consolidado no Brasil, se fortaleceu e se mostra como a mais econômica, uma vez que dispensa investimentos em infraestrutura própria e em equipes e recursos para manter a TI sempre atualizada para atender às necessidade de digitalização dos negócios”, comenta Dyogo Junqueira, VP de Vendas e Marketing da ACSoftware.

Segundo a consultoria IDC, os investimentos com infraestrutura (IaaS) e plataforma (PaaS) em nuvem privada no Brasil devem crescer este ano e somar US$ 614 milhões, enquanto a nuvem pública deverá chegar a US$ 3 bilhões. “Esta previsão da IDC reitera a nossa avaliação sobre a movimentação das empresas rumo à computação em nuvem, principalmente com a pandemia, que levou a maioria das empresas, em muitos casos, a acelerar ou retomar seus projetos de digitalização dos negócios, nos quais a nuvem cumpre papel de destaque”, comenta o executivo.

Segundo o diretor da ACSoftware, as empresas nem sempre podem contar apenas com os seus recursos humanos disponíveis para acelerar a sua jornada rumo à computação em nuvem. A proposta dos serviços gerenciados tem como finalidade ser o ponto de apoio para que possam avançar na digitalização. “Podemos cuidar de toda a gestão de TI ou em parte, de acordo com a necessidade. Muitas equipes estão envolvidas com uma infinidade de tarefas diárias que consomem todo o seu tempo. Por isso, temos vários modelos de serviços gerenciados para superar essas limitações”, enfatiza Junqueira.



Mais Notícias RTI



Ufinet compra controle da NB Telecom, do Rio de Janeiro

Operadora expande presença no país.

26/07/2021


Librelato investe em novo data center

Empresa catarinense também implementou nova estrutura de rede óptica.

26/07/2021


Soluções de 400G óptico para atender demandas futuras de redes 5G

Live da WDC e Ribbon acontece no dia 27 de julho, às 17 horas.

26/07/2021