Muitas tarefas e processos mudaram nos últimos anos por conta de avanços na tecnologia. Antes, ficávamos horas em longas filas nos bancos para fazer pagamentos, e hoje isso pode ser feito instantaneamente usando um aplicativo no celular. O desenvolvimento tecnológico e a programação de sistemas permitiram automações que trouxeram praticidade, economia de tempo e facilitaram nossas vidas.

Essas mudanças podem ser vistas em muitas áreas, inclusive na infraestrutura de redes e da Internet, mas muitos ainda não as aproveitam. É o caso dos dispositivos de rede configuráveis por software; da orquestração e automação para as diversas tarefas de administração da rede e do ambiente de TI; e das SDNs - Redes Definidas por Software, só para citar alguns exemplos.

Para discutir o assunto e entender a importância da orquestração e automação das redes, os desafios e vantagens desse novo modo de lidar com a infraestrutura da Internet e de TI, no dia 10 de março, às 10 horas, a NIC.br realizará a série de lives Intra Rede Programabilidade das redes - Você tem que ir muito além da CLI para não ficar obsoleto.

O evento online contará com a participação dos especialistas Elizandro Pacheco (NextHop Solutions); Renato Almeida de Oliveira (Centro Integrado de Telemática do Exército); Helio Barroso (Cisco); Fábio Nunes (IX.br); José Miguel Guzmán (Whitestack); e Leopoldo Mauricio (Globo). A moderação ficará a cargo de Antonio M. Moreiras e Eduardo Morales, do NIC.br. Para mais informações e inscrições gratuitas, o interessado deve acessar: https://intrarede.nic.br/live-programabilidade-redes-2021/. O evento será transmitido ao vivo no canal NICbrvideos do YouTube e no Facebook. Os participantes receberão certificado de participação.






Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021