O SiDi - Instituto de Tecnologia de Campinas, SP, está expandindo sua presença para a região Nordeste. A cidade escolhida foi Recife, PE, onde foi inaugurado um centro de pesquisa e desenvolvimento voltado principalmente para IA – Inteligência Artificial.

Localizado no Porto Digital, o SiDi Recife iniciou atividades em junho, com um corpo técnico multidisciplinar formado por pesquisadores e profissionais oriundos da região com experiência em desenvolvimento em nuvem e em tecnologias de IA.

“A chegada do SiDi ao Porto Digital fortalece nossa cidade como polo de inovação”, afirma Pierre Lucena, presidente do Porto Digital. “Isso se soma a uma série de esforços feitos pelo nosso ecossistema para garantir um futuro melhor para a cidade. Mostra também que o esforço feito na formação de capital humano está na direção correta”, acrescenta.

Para John Yi, superintendente do SiDi, um dos motivos da instalação da unidade em Recife é a forte parceria que o instituto mantém com essa região há vários anos, ao longo dos quais foram executados em conjunto mais de 100 projetos de pesquisa e desenvolvimento. “Além disso, a expansão para outros locais do país faz parte da estratégia de crescimento do SiDi. Com essa parceria com o Porto Digital, estamos dando início a um projeto que representa um compromisso de longo prazo com a região Nordeste”, enfatiza.

A nova unidade vem conduzindo pesquisas e projetos de inovação para transformação digital de empresas nas áreas de Inteligência Artificial, soluções em nuvem e aplicativos para manipulação de imagens. O objetivo é consolidar o SiDi Recife, dentro dos próximos três a cinco anos, como um centro de excelência em IA, alinhado à estratégia do MCTI nessa área.

“Também é nossa intenção ampliar as parcerias e alianças estratégicas na região, aplicando o conhecimento e a experiência do SiDi em áreas como visão computacional, segurança cibernética e Internet das Coisas no desenvolvimento de soluções inovadoras que atendam às necessidades dos diversos setores da economia presentes no Nordeste”, conclui John Yi.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021