A IPTP Networks, companhia global de telecomunicações, passou a oferecer uma nova rota de conexão entre Peru, Brasil e Bolívia, sendo a Equinix a parceira escolhida no país. Segundo a IPTP, o novo serviço proporciona latência 30% menor que as demais rotas disponíveis e visa aproximar o mundo da América do Sul.

A razão para a latência menor é a distância percorrida, que é mais curta: a rota corta a América do Sul, partindo de Lima, no Peru, passando por La Paz, na Bolívia, e chega ao data center IBX - International Business Exchange SP3 da Equinix em São Paulo, percorrendo 4300 quilômetros em 29 ms do Peru ao Brasil.

“O IBX da Equinix em São Paulo ocupa uma posição estratégica na conexão dos países da costa do Pacífico e também da Bolívia, que não tem saída para o mar", explica Eduardo Carvalho, presidente da Equinix no Brasil. "A Equinix é o ponto de chegada para empresas da região, que podem se conectar diretamente a centenas de outras na Plataforma Equinix, inclusive provedores de cloud e operadoras", completa.

Segundo o GXI – Global Interconnection Index volume 4, estudo de mercado anual publicado pela Equinix, a América Latina irá registrar o maior crescimento da velocidade de interconexão no mundo entre 2019 e 2023, alcançando uma taxa composta de 50%.

Para Darko Quinteros, Business Development Manager e Partner da IPTP na América Latina, os custos mais baixos também são uma vantagem. “Para esses países da costa oeste, o custo de tráfego IP é mais baixo no Brasil”. O executivo considera a ligação mais rápida entre os dois oceanos um diferencial relevante, e acredita que as empresas irão se beneficiar ainda da possibilidade de conexões proporcionada pela Plataforma Equinix.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021