No dia de 2 julho, data em que comemorou 49 anos, a Casan – Companhia Catarinense de Águas e Saneamento abriu os envelopes de preços para ampliação e modernização da ETE – Estação de Tratamento de Esgoto Insular em Florianópolis, SC.

O menor valor apresentado pelas construtoras concorrentes foi de R$ 145,5 milhões. A proposta vai agora para análise técnica e será enviada para um parecer da Jica – Agência de Cooperação Internacional do Japão, responsável pelo financiamento dos recursos.

A obra da ETE Insular faz parte de um Plano de Investimento de quase R$ 500 milhões para esgotamento sanitário na capital catarinense. Segundo a Casan, a duplicação da estação e a implantação de novas redes de coleta permitirão atingir 74% de cobertura em tratamento de esgotos até 2024.

Localizada na entrada da Ilha de Santa Catarina, a ETE Insular passará a realizar a realizar o tratamento de até 612 L/s, beneficiando 12 bairros. O total de moradores atendidos passará de 150 mil para 225 mil, o equivalente a mais de 1/3 da capital.

Os bairros de Centro, Trindade, Agronômica, Saco dos Limões e Costeira serão beneficiados com a ampliação e modernização dos processos de tratamento. Já Itacorubi, Parque São Jorge, Jardim Anchieta, Córrego Grande e Pantanal, que já têm rede assentada, também serão beneficiados pois a região aguarda a ampliação da ETE para iniciar a coleta e tratamento. Também serão implantados mais 12 km de rede de coleta nos bairros José Mendes e Morro da Lagoa, com 3753 novas ligações.



Mais Notícias HYDRO



Projeto do Museu Água em São Paulo está aberto para patrocinadores

Empresas apoiadoras podem usar leis de incentivo fiscal.

22/06/2021


Tigre aposta em saneamento com oferta de estação de tratamento de esgoto unifamiliar

Solução reduz o custo de implantação em 40% e de operação em 30% comparado ao conceito tradicional.

22/06/2021


Sabesp automatiza processo de pesagem

Com as soluções da Toledo, há melhor controle da entrada e saída dos materiais, em especial de produtos químicos.

22/06/2021