Produtores rurais de 16 cidades da região de Umuarama, PR, receberam, gratuitamente, 11,7 mil toneladas de lodo de esgoto gerado nas estações de tratamento para serem aplicados na agricultura. O volume foi repassado pela Sanepar - Companhia de Saneamento do Paraná no decorrer de 2019 e no primeiro trimestre deste ano. A regional da Sanepar em Umuarama destina 100% do lodo gerado para fins agrícolas desde 2012.

Em 2019, Umuarama foi a região que mais reciclou lodo de esgoto no estado. O trabalho foi realizado pela Sanepar, em parceria com o Governo do Paraná, prefeituras, Instituto de Desenvolvimento Rural do Paraná, sindicatos rurais e secretarias municipais de agricultura. Os técnicos dessas instituições fazem reuniões com agricultores com o objetivo de divulgar os benefícios do lodo para a agricultura e esclarecer sobre a legislação que regulamenta a atividade.

O lodo é entregue gratuitamente para agricultores cadastrados, em áreas aptas e em culturas permitidas. A maioria das áreas era de produção de soja e citros. É proibido o uso em hortaliças, pastagens e tubérculos.

O lodo é um resíduo do tratamento do esgoto, rico em matéria orgânica, nitrogênio e fósforo. Quando tratado, passa por um processo de higienização, podendo ser utilizado como matéria orgânica de incorporação ao solo. Rico em matéria orgânica e com quantidade significativa de nutrientes, o material substitui parcialmente adubos. Também é rico em cálcio e magnésio, provenientes da cal adicionada para a sua estabilização.

O engenheiro agrônomo da Sanepar e responsável técnico pelo Programa do Uso Agrícola do Lodo de Esgoto da Sanepar na Região Noroeste, Marco Aurélio Knopik, destaca que os resultados econômicos para os produtores são visíveis desde o primeiro uso. “O lodo diminui o custo da produção porque há uma redução parcial de adubos químicos, e não é preciso usar corretivos do solo. A economia é de R$ 300 a R$ 600 por hectare”, afirma.

Outra vantagem é a elevação média na produtividade de 20%, podendo chegar a 50% em determinadas situações. 

O Paraná adota critérios bastante restritivos para a distribuição do lodo na agricultura, com o objetivo de evitar riscos para os agricultores e para o meio ambiente. A Sanepar cumpre normas estaduais e federais e faz um rigoroso controle que assegura a qualidade do produto quanto a odores e à contaminação.



Mais Notícias HYDRO



Portaria legaliza o uso de poços e águas subterrâneas

Segundo a ABAS, a GM/MS 888 corrige distorções e traz avanços importantes.

15/06/2021


Assembleia Legislativa de São Paulo aprova criação de unidades regionais de saneamento

Projeto impõe metas de universalização de água e esgoto no Estado.

15/06/2021


BNDES fará estudos para ampliar saneamento no Paraíba

Banco assinou contrato de estruturação de projeto com o Governo do Estado.

15/06/2021