A crise gerada pelo coronavírus deixou como legado para o setor de telecomunicações um maior reconhecimento sobre a relevância de seus produtos e serviços. De acordo com a pesquisa Impactos da Covid-19 no comportamento do consumidor de telecom brasileiro, realizada pela Boston Consulting Group, a importância pessoal que os usuários conferem a esses serviços cresceu 48% durante o isolamento social. 20% dos entrevistados revelaram intenção de ampliar gastos com esses serviços após a crise.

De acordo com Nuno Gomes, sócio do BCG e um dos autores da pesquisa, o estudo traz também outros dados reveladores: em relação aos hábitos pré-Covid, houve um incremento de 41% na utilização de serviços de telecom. A expansão foi impulsionada em grande medida pela realização de videoconferências pessoais e de trabalho (aumento de 73%) e serviços de educação (45%). “Telecom é um dos segmentos vitoriosos da crise. O setor tem-se mostrado essencial para a vida em sociedade e para a manutenção da atividade econômica”, revela.

Outro achado da pesquisa é a tendência verificada de mudança de comportamento do brasileiro, com dois em cada três consumidores esperando transformações de longo prazo em seu modo de vida mesmo com o fim do isolamento social. Entre as atividades que sairão mais fortalecidas estão navegar pela Internet, com 37% dos entrevistados afirmando que intensificarão essa atividade, cursos on-line (34%) e vídeos on-line (33%).

A pesquisa também avaliou a importância de algumas características dos aparelhos celulares. A bateria e a capacidade de memória foram os itens mais relevantes para os consumidores durante o isolamento, citados por 56% e 52% dos entrevistados, respectivamente. O BCG revelou um aumento na compra de celulares mais caros durante a pandemia. No entanto, com consumidores mais dispostos a reduzir gastos diante das incertezas, menos pessoas escolheram trocar os seus atuais aparelhos, sendo que cerca de 2/3 optaram por atrasar esse movimento.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021