Com a mudança do antigo prédio no bairro Arigolândia para o Palácio Marechal Rondon, em 2019, a Assembleia Legislativa de Rondônia (ALE-RO), em Porto Velho, investiu também na modernização de infraestrutura de TI, que ficou a cargo da Black Box, integradora de soluções e serviços de digital edge e vencedora da licitação. Coube à empresa a concepção do projeto e implementação do data center e dos sistemas de conectividade, telefonia, rede, áudio e vídeo, segurança e serviços de infraestrutura de TI compartilhados entre os dois blocos prediais da nova sede.

Sem a implantação da infraestrutura de TI e do videowall, nossos objetivos de obter mais agilidade, transparência e visibilidade seriam frustrados”, diz Rodrigo Assis, Secretário Especial de Engenharia e Arquitetura da ALE-RO.

Para o projeto e execução do data center e sala elétrica da ALE-RO foram implantadas soluções em atendimento às normas internacionais, com os ambientes equipados com um sistema completo de gerenciamento ambiental, detecção e combate a incêndio, ar condicionado de precisão e sistema KVM para atender os 24 deputados.

A Black Box projetou, instalou e configurou uma rede wireless com 108 pontos de acesso, distribuídos pelos pavimentos do edifício, com gerenciamento remoto dos equipamentos para agilizar a gestão de configuração e acesso de informações dos periféricos.

O sistema de telefonia IP foi composto por cinco canais E1, 300 aparelhos telefônicos e disponibilidade para atender até 708 ramais.

Foram instaladas 294 câmeras IP, servidores e sistema de gerenciamento de imagens com capacidade para até 30 dias de gravação. As imagens do sistema são monitoradas através de videowall composto por oito monitores de 55”, localizado na sala NOC.

O sistema de áudio digital possui cabeamento com tratamento matricial e comunicação redundante em protocolo Dante, para atender ao auditório e plenárias. Foram instalados 70 microfones e 54 caixas de som profissional.

Os 24 parlamentares também podem usufruir de um sistema de votação que, por meio de 27 terminais, processa as informações de autenticação, controle de presença dos servidores e apresenta os dados apurados no videowall da plenária.

Em reforço à segurança, a Black Box implementou um sistema de controle de acesso em que gerencia 18 catracas, 22 portas e seis cancelas que determinam a entrada e saída de veículos.

A nova condição de restrição social não interrompeu as atividades da Assembleia, que graças ao aporte tecnológico pode adequar suas atividades ao momento atual. A ALE-RO tem recorrido a transmissões de vídeos para as sessões plenárias e ao sistema de deliberação remoto, disponíveis em seu website para acesso da população.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021