Apesar da crise econômica provocada pela Covid-19, a Vertiv, fornecedora global de soluções de infraestrutura para instalações de missão crítica, está mantendo o planejamento de vendas para o ano. Além do aumento da demanda por largura de banda e processamento de dados verificado nos últimos meses, a empresa se beneficiou da sua estrutura de serviços pulverizada pelo país, que permitiu atender os clientes com suporte especializado sem necessidade de grandes deslocamentos de técnicos e engenheiros de manutenção. “Principalmente neste momento de pandemia a continuidade das operações é fundamental”, diz Rafael Garrido, country manager da Vertiv Brasil.

Segundo ele, desde 15 de março a empresa vem adotando um regime de segurança, como a introdução de novas rotinas de trabalho na linha de produção em Sorocaba, SP, e medidas de higienização de colaboradores. “Temos o compromisso de garantir o abastecimento do mercado e os serviços de campo. Fornecemos produtos essenciais para a disponibilidade de operadoras de telecomunicações, empresas e data centers”, diz.

A Vertiv oferece soluções completas para infraestrutura de TI, incluindo sistemas de energia, refrigeração, racks e gerenciamento. Uma de suas principais apostas é o edge computing, conceito que possibilita o processamento de dados na borda da rede, garantindo maior velocidade nas respostas e melhorando a experiência do usuário.

A necessidade de arquitetura distribuída deverá se intensificar com a IoT – Internet das Coisas e chegada do 5G. Se hoje os data centers estão mais centralizados nas grandes empresas de hosting no eixo Rio-São Paulo, as estações radiobase das operadoras de 5G devem multiplicar as oportunidades de negócios: cada torre terá um mini data center, com um ou dois racks encarregados do processamento local. Para atender esse mercado, a Vertiv desenvolveu soluções totalmente integradas e inteligentes para uma rápida implementação e startup do serviço. Os modelos, comercializados com os nomes de Smart Cabinet, Smart Row e Smart Mod, são plug and play, são pré-fabricados e fornecidos com a infraestrutura completa de energia, refrigeração e monitoramento, indicados para aplicações de 50 a 300 kVA.

Além da oferta de produtos capazes de atender essa necessidade, a Vertiv está destacando a importância das soluções energeticamente eficientes. Segundo o instituto de pesquisas 451 Research, o consumo de energia é uma das principais preocupações das operadoras 5G, representando entre 20% e 40% dos custos de operação da rede. Estima-se que o 5G provavelmente aumentará o consumo total de energia pela rede entre 150% e 170% até 2026. O número de antenas 5G será cerca de 50 vezes maior do que o das antenas atuais, 3G e 4G. “Estamos concentrando todo o nosso know how para que as soluções menores sejam eficientes no processamento de dados e levando em consideração toda a particularidade que temos no Brasil, como médias de temperaturas muito diferentes conforme região”, diz o executivo, lembrando que a Vertiv detém um grande expertise em sistemas de refrigeração para data centers. “Estamos aplicando toda nossa experiência para desenvolver produtos e ajudar as operadoras a custear soluções para vencer esse desafio”, diz.

Para atender os milhares de sites de edge computing, a Vertiv também vem fortalecendo seu programa de canais e assistência técnica. A empresa contratou pessoas dedicadas exclusivamente à prestação de serviços de pós-vendas em unidades operacionais por todo o território nacional. Essa estrutura vem sendo montada há cerca de três anos e tem sido fundamental para expandir a capilaridade no país, aumentar a participação junto aos provedores de Internet e garantir o atendimento neste momento de pandemia.



Mais Notícias RTI



Ateme realiza seminário online para provedores

Evento mostrará como processar e distribuir conteúdos de vídeo com qualidade.

03/08/2020


Zamix investe em DWDM para aumentar capacidade e fazer backup de operações

Tecnologia permitiu ao provedor atender com segurança o aumento de demanda de novas ativações na pandemia.

03/08/2020


Curso de DWDM para provedores de Internet

Vagas são preenchidas rapidamente. Mercado conta com poucos profissionais qualificados em transporte óptico e demanda vem crescendo de forma exponencial.

03/08/2020