Fundado em 1953, o A.C. Camargo Cancer Center, em São Paulo, é um modelo integrado de ensino, pesquisa e tratamento multidisciplinar de oncologia. Para evitar a suspensão do tratamento de seus pacientes em virtude da pandemia ocasionada pela Covid-19 a instituição, que já contava com a solução CVAD - Citrix Virtual Apps and Desktops em pequena escala, decidiu ampliar o número de licenças para 500 usuários.
A iniciativa possibilita que setores como administração e recursos humanos possam trabalhar remotamente. Além disso, as divisões de ensino e pesquisas também foram beneficiadas, o que permite que alunos possam acessar as aulas e pesquisadores manuseiem conteúdos que estavam em máquinas localizadas nas unidades do A.C. Camargo Cancer Center.

O trabalho realizado pela Citrix com o A.C. Camargo Center é antigo, porém o parque tecnológico da instituição era mais focado em desktops do que em notebooks. Com um período de implementação curto, o desafio foi disponibilizar para o backoffice uma solução que permitisse o acesso às aplicações de forma remota.

“Optamos por virtualizar a própria estação de trabalho que o colaborador já utilizava. Essa implementação de pelo menos 500 máquinas foi feita em apenas uma semana e meia. Também elaboramos uma rotina de suporte para ter o uso amplo das soluções, já que os funcionários ainda não estavam familiarizados. No final tudo ocorreu sem falhas, já que a solução é ainda mais simples do que uma VPN tradicional”, explica Rodrigo Gosling, CIO do A.C. Camargo Center.

O CIO ainda comentou que a instalação e uso de uma VPN tradicional iria trazer problemas de segurança e compliance. No setor de saúde, onde o zelo pela segurança da informação é redobrado, isso não era um cenário admissível. No processo de implementação das licenças para o CVAD , a instituição contou com o auxílio da Tradesys, integradora parceira da Citrix que forneceu assistência técnica durante todo o atendimento, da disponibilização até a infraestrutura.
“Como o cliente já tinha a infraestrutura CVAD implantada e funcionando, rapidamente criamos uma prova de conceito que foi considerada um sucesso”, explica Rogério Silva, diretor comercial da Tradesys.
Pelo lado humano, o trabalho remoto sempre foi tema de debate em diversos segmentos, inclusive na área da saúde. A adoção da solução auxiliou a minimizar barreiras para os colaboradores, já que a implementação foi realizada de forma simples e rápida, acelerando a evolução digital e o bem estar dos usuários.

“Nossa presença em uma instituição tão prestigiada e respeitada é uma realização para a Citrix. O A.C. Camargo Cancer Center não pode parar e, sabendo disso, ficamos muito felizes em ajudá-los a manter um ambiente de trabalho saudável para os colaboradores, tanto os que passaram a trabalhar remotamente quanto aos que continuam a assistir os pacientes”, diz Luciana Pinheiro, diretora de vendas da Citrix Brasil.



Mais Notícias RTI



ALLREDE incorpora mais cinco provedores no Centro-Oeste

Empresa alcança 152 mil clientes.

07/12/2021


OneX Data Centers do Brasil inaugura data center no Vale do Aço mineiro

Objetivo é prover serviços de nuvem.

07/12/2021


IProject apresenta dois novos produtos na ABRINT 2021

Com soluções inovadoras, a iProject TI chega à ABRINT com grandes novidades.

07/12/2021