A segurança cibernética é uma preocupação cada vez maior nas empresas, em especial nesta época de pandemia, que acelerou os processos de transformação digital, migração à nuvem e trabalho em home office. Além dos sistemas convencionais de proteção, como firewalls e UTMs, o profissional de TI pode ter mais confiança em suas decisões se contar com uma ferramenta capaz de proporcionar uma visibilidade holística das vulnerabilidades, analisar os dados e traduzir os resultados em perspectivas de negócio. A Tenable, empresa de origem norte-americana com mais de 30 mil clientes no mundo, oferece soluções de cyber exposure que preenchem exatamente essa lacuna.

“As informações permitem aos gestores acompanhar o nível de exposição a riscos ao longo do tempo e se comparar com o benchmark de empresas do mesmo segmento”, diz Arthur Capella, country manager da Tenable Brasil.

Fundada em 2002, com o desenvolvimento de seu primeiro produto, o Nessus, um scanner que busca e identifica vulnerabilidades no ambiente, a Tenable estendeu sua expertise em análise de riscos para lançar plataformas que vão além, ou seja, transformam os dados coletados em dashboards analíticos, proporcionando a visibilidade de qualquer ativo e plataforma computacional. É o caso do Tenable.sc, utilizado em instalações on-premises, e do Tenable.io, utilizado na nuvem. “A cyber exposure é uma disciplina em ascensão para calcular e gerenciar o risco cibernético na era digital. Ela transfere a segurança da visibilidade estática e em silos para a visibilidade dinâmica em toda a superfície de ataque moderna, como dispositivos móveis, IoT e nuvem”, diz o executivo. Ele lembra que, no mundo tradicional de client/server, data centers locais e um ciclo de vida linear de desenvolvimento de software, é possível o maior controle sobre a segurança, mas hoje um ativo não é mais apenas um notebook ou servidor, mas uma combinação complexa de plataformas e dispositivos, com vulnerabilidades em constante expansão.

O mais recente lançamento é o Tenable Lumin, uma plataforma complementar às soluções anteriores para análise de dados e avaliação da criticidade do ativo. O Tenable Lumin gera um score de risco para a empresa ou área de negócios. O sistema também produz recomendações de ação dentro do ambiente para reduzir as vulnerabilidades e melhorar a nota. “Com os resultados o gerente de segurança sai de uma conversa baseada em termos técnicos, que muitas vezes somente a área de segurança conhece, para uma discussão sobre negócios e riscos”, diz Capella. Segundo ele, as soluções podem ser usadas em empresas de qualquer porte. “Temos desde clientes com 60 ativos monitorados a mais de 50 mil”, diz.

Com equipes próprias em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília desde 2018, a Tenable está treinando seus parceiros (revendas e integradores) que farão a comercialização no país. “A marca já é muito conhecida no mercado local devido ao Nessus. Agora queremos fortalecer a presença no país com a oferta das outras soluções de cyber exposure”, diz. Os clientes podem fazer teste gratuito da ferramenta.



Mais Notícias RTI



ALLREDE compra mais cinco provedores no Centro-Oeste

Empresa alcança 152 mil clientes.

06/12/2021


OneX Data Centers do Brasil inaugura data center no Vale do Aço mineiro

Objetivo é prover serviços de nuvem.

06/12/2021


IProject apresenta dois novos produtos na ABRINT 2021

Com soluções inovadoras, a iProject TI chega à ABRINT com grandes novidades.

06/12/2021