A Master, provedor de Internet há mais de 30 anos no mercado, com sede em Divinópolis, MG, e atuação em cerca de 60 cidades entre Minas e São Paulo, divulgou planos de dobrar o número de assinantes, hoje em 150 mil acessos, no prazo de dois a três anos, ampliando sua atuação em toda a região Sudeste e Centro-Oeste. Para atingir a meta, o grupo aposta na expansão inorgânica, com a aquisição de provedores de pequeno e médio portes, entre 10 mil e 15 mil assinantes, e também orgânica, com uso de rede FTTH neutra nas novas localidades.

“Estamos nos preparando para crescer de forma responsável e sustentável, com um sólido processo de M&A e possibilidade de, no futuro, atrair fundos de private equity ou mesmo abrir capital”, diz Diego Aquino, Diretor de Engenharia da Master, que conta com a consultoria da Vispe Capital, empresa especializada em assessorar empresas de tecnologia na estruturação dos negócios, captação de recursos financeiros e nas etapas de M&A.

O ano de 2021 foi importante para a Master com a implantação do modelo de gestão e governança, além da elaboração do valuation”, diz o executivo. Uma outra decisão estratégica foi a formalização da parceria com a V.tal para o uso de redes neutras, que irá acelerar o processo de expansão no atendimento de fibra óptica em novas áreas, bem como expandir as redes em regiões já atendidas pela marca. Com 17 mil km de fibra óptica, a Master quer chegar a 2 milhões de HP - Homes Passed até 2023. A empresa anunciou recentemente sua operação em Belo Horizonte fazendo uso da rede da V.tal e expansão para novos bairros em Divinópolis, Montes Claros, Pouso Alegre, Poços de Caldas, Varginha, Betim, Contagem e Sete Lagoas, totalizando nove municípios no estado mineiro.

Segundo Aquino, a Master se consolidou entre os 10 provedores mais rápidos do país de acordo com o site Minha Conexão e entre os 10 provedores mais bem avaliados pelo Reclame Aqui em 2021. “Nosso desafio é levar qualidade para todo o país e propor soluções que vão além da conexão via fibra óptica para os assinantes. É preciso expandir nossas redes e qualificar as equipes para atender o grande volume de assinantes que pretendemos atingir”, finaliza.



Mais Notícias RTI



Brasil TecPar capta R$ 200 milhões com objetivo de novas aquisições

Operadora gaúcha tem projeto de atuação nacional.

27/06/2022


OIW Telecom cria unidade de negócios em energia solar

Empresa gaúcha decidiu apostar no mercado fotovoltaico.

27/06/2022


MK Solutions anuncia investimentos de R$ 30 milhões

Planos incluem abertura de unidade em São Paulo e internacionalização.

27/06/2022