A eB Capital, gestora de private equity que tem como sócios Eduardo Sirotsky Melzer, Luciana Antonini Ribeiro e Pedro Parente, anuncia duas movimentações para reforçar o crescimento e consolidação no mercado de fibra óptica: a contratação de um novo CEO, Alexandre Moshe (foto), e a mudança de marca, de eB Fibra para Alloha Fibra.

Alexandre Moshe, que esteve à frente da Decolar.com por três anos e acumula passagens por empresas como Livelo, Multiplus e Telefonica/Vivo, vai se concentrar na integração das redes de fibra óptica e de banda larga e no crescimento orgânico da companhia, de acordo com o modelo de investimento da eB Capital.

“A penetração da Internet rápida ainda é baixa no país e a maior parte da tecnologia das grandes empresas de telecomunicação é o cobre. Temos a fibra, que é a melhor forma de transmissão de dados e queremos levar nossa rede para locais em que há uma ineficiência de banda larga e, principalmente, torná-la acessível a todas as camadas sociais de brasileiros”, diz Pedro Parente, sócio da eB Capital e presidente do Conselho da Alloha.

A Alloha Fibra, que teve o início de sua operação em 2018 sob o nome eB Fibra, passa a ser, segundo dados da Teleco, a maior empresa independente de fibra óptica do país. A companhia dispõe atualmente de um total de R$ 2 bilhões investidos e tem como objetivo atingir receita de R$ 1 bilhão e mais de 1 milhão de usuários até o final deste ano.

O número de cidades atendidas pela Alloha Fibra, que começou com 25, no Rio de Janeiro, já soma mais de 200, exceto na região Norte, onde a empresa também prevê investir. Somadas, as sete provedoras de banda larga contempladas na holding - Sumicity (RJ), Mob Telecom (CE), Vip Telecom (SP), Wirelink (CE), Univox (MG), Click Telecom (MG) e Ligue Telecom (PR) - totalizam 104 mil quilômetros de fibra óptica e mais de 850 mil assinantes.

Segundo a eB Capital, a nova marca Alloha Fibra (palavra havaiana pertencente à língua polinésia) foi escolhida por significar saudação e comunicar conectividade, amor, paz, compaixão, além de ser fácil de memorizar. As empresas que fazem parte da holding manterão sua independência e atuação regional, bem como suas marcas originais.






Mais Notícias RTI



AlphaOTT e STI Telecom fazem parceria para oferta de IPTV/OTT

Headend da STI com plataforma da AlphaOTT reduz custos e facilita implantação de serviços.

11/10/2021


RazaoInfo oficializa compra da Bitcom

Os dois provedores são do Rio Grande do Sul.

13/10/2021


Piauí Conectado vai instalar laboratório de telecomunicações na Uespi

Fabricantes como Cisco, ZTE e Furukawa fornecerão os equipamentos.

11/10/2021