A Check Point Research, divisão de inteligência em ameaças da Check Point, disponibilizou o relatório Tendências de Ataques Cibernéticos: Relatório do Primeiro Semestre de 2021, o qual mostra como os cibercriminosos continuaram a exploração do movimento global para o trabalho híbrido e contra organizações de todos os setores, principalmente governo, saúde e infraestrutura crítica.

As organizações sofreram um aumento de 29% nos ataques cibernéticos em todo o mundo. A região de EMEA – Europa, Oriente Médio e África apresentou o maior crescimento com 36%, seguida pelas Américas com 34% e a região da APAC – Ásia e Pacífico com 13%. O relatório aponta também que, neste ano, houve o surgimento de uma nova técnica de ransomware, a “Triple Extortion” (tripla extorsão). Embora tenha havido operações internacionais bem-sucedidas contra o cibercrime, como a interrupção da infraestrutura global distribuída do botnet Emotet, os cibercriminosos lançaram ataques sofisticados que exploraram as cadeias de suprimentos das organizações para causar uma paralisação generalizada.

“No primeiro semestre de 2021, os cibercriminosos continuaram a adaptar suas práticas para explorar a mudança para o trabalho híbrido, visando as cadeias de suprimentos das organizações e os links de rede para parceiros, a fim de causar o máximo de interrupções possíveis”, afirma Maya Horowitz, diretora de CPR - Pesquisa de Inteligência de Ameaças da divisão Check Point Research.

O documento completo, em inglês, pode ser acessado pelo link: https://bit.ly/37a0w7F.



Mais Notícias RTI



ALLREDE incorpora mais cinco provedores no Centro-Oeste

Empresa alcança 152 mil clientes.

07/12/2021


OneX Data Centers do Brasil inaugura data center no Vale do Aço mineiro

Objetivo é prover serviços de nuvem.

07/12/2021


IProject apresenta dois novos produtos na ABRINT 2021

Com soluções inovadoras, a iProject TI chega à ABRINT com grandes novidades.

07/12/2021