De acordo com o Relatório de Ataques DDoS 2019/2020 feito pela UPX, empresa de tecnologia em mitigação de ataques DDoS - Distributed Denial of Service em nuvem, em 2020 foram registrados 493.923 incidentes desse tipo no Brasil, quase três vezes mais do que o registrado no mesmo período de 2019, quando foram registradas 182.896 ocorrências.

Entre os principais alvos, segundo o relatório da UPX, estão os provedores de Internet, com 85% das investidas, e empresas de hosting, com 12,9%. Somando o cenário da pandemia e a necessidade de estar conectado ainda mais nesse período, os cibercriminosos sabem do potencial de dano caso os provedores fiquem com seus serviços indisponíveis.

Os ataques usando o protocolo DNS - Domain Name Server (servidor de nomes de domínio) tiveram um aumento de seis vezes em relação a 2020 e outros tipos de ataques UDP tiveram um aumento de cinco vezes. Os ataques UDP são de volumetria de banda e por isso costumam ser os métodos mais utilizados pelos cibercriminosos para sobrecarregar um site ou uma aplicação web.

No ataque DNS, o criminoso consegue se passar por um requerente legítimo para fazer requisições simultâneas (via botnet) a um servidor público com DNS aberto na Internet, que por sua vez devolve uma inundação de respostas ao endereço de requisição, sobrecarregando o alvo.

O relatório completo da UPX está disponível no link: https://bit.ly/3sqVNqF






Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021