A Amanco Wavin, marca comercial da Wavin, fabricante de tubos e conexões, com sete fábricas no Brasil, implantou no Centro de Distribuição localizado em Joinville, SC, o coletor de dados por comando de voz (voice picking), da Seal Sistemas, que há mais de 30 anos atua no mercado brasileiro de computação móvel e faz a captura automática de dados.

Constituído basicamente por um terminal portátil, um headset e uma integração do sistema de gerenciamento logístico (WMS), é utilizado pela companhia com o software de logística Kairos. Desenvolvida e implementada pela Seal, a solução aprimora a produtividade dentro do galpão logístico ao “conversar” com o operador. Usando palavras simples, como “Ok”, o funcionário precisa apenas responder aos comandos dados por uma voz eletrônica, confirmando se estão ou não em conformidade com o objeto a ser separado.

A tecnologia mantém livres as mãos e os olhos do colaborador, direcionando-os totalmente para os itens que precisam ser movimentados, eliminando a necessidade de digitar e conferir informações, o que diminui erros.

A flexibilidade da solução de voz ainda permite que os equipamentos envolvidos sejam compartilhados por operadores que trabalham em diferentes turnos - à exceção do headset. Um recurso biométrico identifica se a voz corresponde à do colaborador designado.

Diante dessas vantagens, o time logístico da Amanco Wavin decidiu incorporar os coletores de dados por comando de voz ao seu dia a dia operacional. Já são 20 unidades do equipamento à disposição de metade dos colaboradores do centro de distribuição, que sempre recorrem à solução para executar as operações de picking - separação dos produtos que ficam armazenados no local.

Desde então, com a nova tecnologia, a área de operações logísticas da Amanco Wavin registrou um ganho de 25% de produtividade por colaborador. Também houve redução de duas horas no tempo necessário para concluir as tarefas diárias de separação.

Se antes a manipulação dos itens exigia quatro etapas (iniciar a operação, digitar, escanear o produto e finalizar a operação para o próximo item), atualmente o voice picking ajuda a reduzir esse processo pela metade. Basta que o operador vá direto ao local do produto indicado pelo equipamento e faça as verificações solicitadas pela voz eletrônica.

“Com os coletores de dados por comando de voz e toda a implementação e o apoio oferecidos pela Seal Sistemas, ganhamos mais agilidade na separação dos nossos produtos e essa eficiência é percebida de forma positiva por nossos colaboradores, parceiros e consumidores”, diz Luiz Fernando Marangoni, Gerente de Operações Logísticas no Brasil da Amanco Wavin.

O aumento de produtividade já começa a ser visto antes mesmo que o colaborador comece a movimentar os itens. Com a transição dos coletores manuais para a solução com comando de voz, o tempo médio de aprendizado para utilizar a tecnologia caiu de cinco dias para apenas seis horas, reduzindo em 20 vezes o prazo de treinamento e adaptação - inclusive para novos funcionários.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021