A Odata, empresa especializada em serviços de colocation de origem brasileira, construirá no México o maior data center do país. Com um total 52.350 m² de terreno e 30.400 m² de área construída, a obra terá capacidade de carga de 32 MVA e estimativa de 4000 racks. O novo projeto será em Querétaro, um importante polo industrial e tecnológico no México. “Escolhemos a cidade não só por estar situada em uma região menos sísmica, mas principalmente pela sua proximidade a importantes centros econômicos e entroncamento de backbones de fibra óptica que são cruciais para os clientes finais. Querétaro está se consolidando como um importante centro de desenvolvimento de data centers no México e nós acreditamos no enorme potencial a ser desenvolvido no país, que é o segundo maior mercado de tecnologia da informação na América Latina”, declara Ricardo Alário, CEO da Odata.

Com abrangência global através da parceria com a CyrusOne, um dos maiores players de data centers do mundo, a Odata consegue ter a mesma proposta de valor em toda a América Latina. Compreendendo que cada país possui suas restrições e legislações, a empresa estuda cada um dos mercados, monta equipes, torna-se uma empresa local, e com isso, garante a execução do projeto dentro do prazo. “Levaremos nossa sua expertise, qualidade e conhecimento para atender, primordialmente, os chamados clientes hyperscale, que demandam uma arquitetura de data center que possa ser escalonada de acordo com as suas curvas de crescimento”, diz. A Odata já conta com um country manager e com um diretor de implantação no México. Ancorado por um grande provedor de nuvem global, o novo data center tem previsão de entrar em operação no início de 2022.

Atualmente a Odata possui três data centers no Brasil e um na Colômbia. Depois do México, em breve iniciará seu mais novo projeto no Chile.



Mais Notícias RTI



Silica Networks anuncia projeto de cabo submarino de 1026 km até a Antártica

Filiais do Brasil, Argentina e Chile participam do estudo do projeto que liga o extremo sul do continente ao Polo Sul.

19/04/2021


Sanepar estuda compartilhamento de rede de esgoto com fibra óptica

Ideia é aproveitar a capilaridade dos 38.464 km de tubulação no Paraná.

19/04/2021


Comba Telecom desenvolve solução Open-RAN multibanda e multi-RAT

Plataforma destina-se a frequências de 1800 e 2100 MHz.

19/04/2021