A Iguá Saneamento tem focado seus esforços na universalização dos serviços de saneamento básico visando uma gestão eficaz dos recursos hídricos. São diversas iniciativas realizadas nas operações, incluindo campanhas de conscientização sobre a importância da destinação correta do esgoto doméstico.

Em Cuiabá, MT, a operação Águas Cuiabá, em parceria com a Prefeitura Municipal, Ministério Público, Tribunal de Justiça de Mato Grosso e Arsec, lançou na última semana o projeto Interligue Já. Por meio de vistorias, o objetivo é divulgar a disponibilidade da rede de esgoto e promover a conscientização da população sobre a necessidade de realizar a interligação correta, gerando impacto positivo direto no meio ambiente. Atualmente, a cidade evita que 14 toneladas de carga poluidora sejam despejadas nos rios Cuiabá e Coxipó, diariamente. A concessionária, operadora do Grupo Iguá na capital mato-grossense, foi premiada pela terceira vez pelo Instituto Trata Brasil por seus investimentos no saneamento da cidade. Agora, com a nova campanha, espera ampliar o volume de esgoto tratado, o que protege os ecossistemas aquáticos, a biodiversidade e ajuda a cuidar do Pantanal.

Outra operação da Iguá, agora no Rio de Janeiro, promove o programa Juntos e Conectados desde 2023. O foco é sensibilizar os moradores sobre a importância da correta interligação às redes coletoras e da necessidade de separação entre o esgoto e a rede pluvial, que coleta a água de chuva. Na primeira fase, que percorreu o bairro do Recreio dos Bandeirantes; cerca de 6 mil endereços foram visitados e 90% estavam com instalações adequadas. A segunda fase do projeto segue em 2024, na região do Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca.

“Para contribuir no alcance da meta proposta pelo novo marco legal do saneamento, investimos na ampliação da cobertura de esgoto e na conscientização socioambiental da população. Temos a inovação e a sustentabilidade em nosso DNA, pilares que nos impulsionam na busca por soluções que promovam um impacto positivo ainda maior nas comunidades onde atuamos, o que inclui um diálogo permanente com a sociedade”, explica Péricles Weber, diretor executivo operacional da Iguá Saneamento. “Ao longo de todo o processo de coleta, tratamento e destinação de esgoto, o compromisso com a qualidade do efluente tratado e a gestão de resíduos também se faz presente na nossa estratégia”, completa.

No Rio de Janeiro, a dragagem do Complexo Lagunar na Barra da Tijuca e Jacarepaguá tem como previsão retirar o equivalente a cerca de 1000 piscinas olímpicas de resíduos num período de 36 meses. As obras, que começaram em junho, vão melhorar a qualidade hídrica e, consequentemente, contribuir com o reequilíbrio do ecossistema e a revitalização da biodiversidade local. Na região, a concessionária já realizou o plantio de quatro hectares de manguezal e desenvolve uma infraestrutura dedicada para áreas de alta ocupação de solo com a instalação de CTS - Coletores de Tempo Seco, que interceptam o esgoto despejado na rede pluvial, levando para a estação de tratamento e protegendo, assim, os corpos hídricos.

As concessionárias do Grupo em Cuiabá, Rio de Janeiro, Atibaia, SP, e Agreste, AL, também atuam fortemente na gestão sustentável dos resíduos por meio do reaproveitamento do lodo, um subproduto nas ETEs - Estações de Tratamento de Esgoto. Com apoio de parceiros, esse resíduo é transformado em adubo orgânico, tijolos ecológicos, argila para a produção de cerâmica e manta biodegradável para forragem do solo, diminuindo o uso de aterros sanitários e promovendo a economia circular.

“São trabalhos importantes de acompanhamento e conscientização que geram grandes impactos social e ambiental”, comenta Weber. “Essas ações coletivas são necessárias e indispensáveis, mas a preservação do meio ambiente está também nas pequenas ações individuais que, somadas, geram um grande impacto. Garantir que o seu imóvel esteja corretamente interligado à rede e fazer a destinação correta do esgoto sanitário, como a separação do óleo de cozinha usado, por exemplo, são algumas das maneiras pelas quais cada pessoa pode contribuir”, finaliza Weber.



Mais Notícias HYDRO



Hospital Pequeno Príncipe e Sanepar se unem para pesquisar tratamento de efluentes contaminantes

Iniciativa pioneira no país vai testar diferentes maneiras de reduzir antibióticos e combater o surgimento de superbactérias em esgoto hospitalar.

16/07/2024


BRK e Elera Renováveis: Juntos rumo à Sustentabilidade Energética

Parceria possibilitará a redução de CO₂ com energia solar em 13 operações da Concessionária

14/07/2024


25º Prêmio CBIC de Inovação e Sustentabilidade: saiba quem pode participar

Objetivo é reconhecer e premiar as melhores práticas e soluções no setor da construção.

14/07/2024